Sociedade Uma alerta contra desinformação e manipulação no conflito na...

Uma alerta contra desinformação e manipulação no conflito na Ucrânia

"O esforço de guerra sempre passa pela propaganda, pela desinformação e pelo uso de outros instrumentos de manipulação com a finalidade de influenciar opiniões, emoções, e atitudes para precipitar a rendição dos adversários e alcançar outros objetivos militares e políticos", revela Filipe G. Martins

-

- Advertisment -

Há pouca gente no debate público brasileiro, seja na grande mídia, seja nas redes sociais, com o preparo necessário para lidar com uma situação tão complexa quanto a que está se desenrolando na Ucrânia. Portanto, tomem muito cuidado com as informações nos próximos dias.

O esforço de guerra sempre passa pela propaganda, pela desinformação e pelo uso de outros instrumentos de manipulação com a finalidade de influenciar opiniões, emoções, e atitudes para precipitar a rendição dos adversários e alcançar outros objetivos militares e políticos.

Basta uma rápida consulta às redes sociais ou ao comentário jornalístico para encontrarmos erros factuais sendo reproduzidos, peças de propaganda sendo replicadas como informação, desinformação fundamentando opiniões supostamente sérias, vídeos falsos, fotos falsas, etc.

É hora de fazer economia de opinião, buscar compreender a situação em termos factuais em vez de agir como se estivéssemos falando de futebol ou de BBB, e agir com cautela, orientando-nos pelo primado do direito internacional e não pelas preferências políticas do momento.

Tomem cuidado, sobretudo, porque os impactos do que está acontecendo podem ser muito nocivos para o Brasil, afetando nossa vida cotidiana, através dos preços de combustíveis e de alimentos, e o poder relativo do Brasil como celeiro do mundo e potência de médio porte.

O Presidente e o Estado Brasileiro estão acompanhando a situação de perto e envolvidos na busca de soluções em linha com a tradição brasileira de defesa do primado do direito internacional, sobretudo os princípios da não intervenção, da soberania e da integridade territorial.

Filipe G. Martins – Professor de Política Internacional, Analista Político e Assessor Especial da Presidência da República
Contato: Instagram | Twitter | Facebook | Telegram

2 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

General Heleno desmente fake news de Ricardo Noblat no Twitter

O jornalista do grupo Globo, Ricardo Noblat, publicou em seu Twitter nesta sexta (23), um post em...

Bolsonaro indicará ministros contra o aborto ao STF, se reeleito

O candidato à reeleição pelo PL Jair Bolsonaro disse hoje (23) que,...

Pesquisa Brasmarket aponta Bolsonaro com 44,9% e Lula com 31%

Em um novo levantamento do Instituto Brasmarket, divulgado hoje (23), aponta o atual presidente da república Jair...

Os “draconianos” do STF não prevalecerão

Drácon ou Dracon foi um Arconte de origem nobre conhecido como o primeiro legislador de Atenas. Nascido...
- Advertisement -

Bolsonaro na ONU: “O povo brasileiro acredita em Deus, Pátria, família e liberdade”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (22) que, apesar da crise mundial, o Brasil chega ao final...

Verdade, Justiça e Liberdade vs Mentira e Opressão

“O que um texto esconde por trás de palavras que miram agradar, ou melhor, enganar apreciadores de...

Você deve ler isso...

- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp Receba notícias no WhatsApp