Início Saúde Projeto aumenta impostos de sucos e refrigerantes adoçados com açúcar

Projeto aumenta impostos de sucos e refrigerantes adoçados com açúcar

Sucos, refrigerantes e outras bebidas não alcóolicas adoçadas com açúcar poderão ficar mais caros

-

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 8541/17, do deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que aumenta impostos sobre produtos que contém açúcar intencionalmente adicionados, com o objetivo de frear o consumo. A proposta aumenta de 4% para 5% a alíquota de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), cobrada sobre a importação e a saída das fábricas desses produtos. Também determina que a alíquota mínima do IPI cobrado em outras fases da cadeia será sempre 25% maior para as bebidas não alcóolicas que tenham açúcares intencionalmente adicionados, ou seja, que não sejam naturalmente doces.

Paulo Teixeira justifica que estudos científicos já ligam o maior consumo de bebidas açucaradas, como o refrigerante, ao aumento da obesidade em nossa sociedade. E junto com isto, aumentam-se as doenças da população. Além disso, o açúcar também vicia o cérebro. Isso porque estimula a produção de um hormônio chamado dopamina, que é responsável pela sensação de prazer e bem-estar, fazendo com que o organismo fique dependente desse tipo de alimentação. Outros fatores associados ao excesso de açúcar no organismo estão relacionados com a perca de memória e dificuldade no processo de aprendizado, o que leva a uma diminuição do rendimento nos estudos e no trabalho.

O deputado pondera que a Organização Mundial da Saúde (OMS) já recomenda o aumento de 20% no preço dos refrigerantes, com o objetivo de desestimular o consumo. Teixeira reforça ainda que o objetivo é incentivar a substituição de bebidas adoçadas com açúcar por produtos mais saudáveis.

com informações: Agência Câmara Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

WhatsApp Receba as notícias do Relevante