Início Saúde Brasil apresenta redução de 30% nos casos de Covid-19

Brasil apresenta redução de 30% nos casos de Covid-19

Novo Boletim Epidemiológico também apresentou queda de 13% no número de óbitos, a maior registrada até o momento

-

O Ministério da Saúde atualizou, ontem (17), o cenário epidemiológico da Covid-19 no Brasil, que apresentou a maior redução de casos já registrada. Com diminuição de 30%, a quantidade de pessoas infectadas caiu de 39.550, na semana de 30/8 a 5/9, para 27.527 na semana de 6 a 12/9. Também houve queda no número de óbitos, com 13% a menos de mortes causadas pelo vírus.

De acordo com o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros, a tendência de redução será monitorada pela equipe técnica da pasta ao longo das próximas semanas. “Houve uma queda tanto no número de novas infecções quanto de óbitos em todas as regiões. Isso foi mostrado na curva epidemiológica que nas últimas semanas que tivemos uma redução no número de casos e óbitos”, afirmou.

A evolução dos registros de casos e óbitos pela Covid-19, por região, demostra que todo o país apresentou redução sustentável na última semana, ou seja, até 12/9. A região Sul apresentou maior tendência de queda de casos, com 56% a menos em relação à semana anterior. O número de mortes contou com 14% de queda.

A região Norte se destacou com maior redução de óbitos, com 50% a menos de mortes ocasionadas pelo vírus. Em relação aos novos casos, apresentou queda de 22%. A região Nordeste, por sua vez, apresentou diminuição de 23% de novos casos e 8% de mortes. A região Sudeste registrou redução de 21% de novos casos e 5% de óbitos. Por fim, a região Centro-Oeste teve queda de 11% de novos casos e 5% de mortes pela Covid-19.

O Ministério da Saúde apresentou ainda os avanços da estratégia Diagnosticar para Cuidar, parte do esforço do Governo Federal para ampliar a testagem da Covid-19 no Brasil. A pasta ampliou a recomendação de testagem para todos os casos suspeitos de Covid-19 e para profissionais de saúde e colocou à disposição as plataformas de alta testagem. De junho a agosto, a pasta ampliou em 225% a quantidade de testes RT-PCR realizados no SUS e aumento de 360% de exames processados pelas plataformas de alta testagem.

Para o secretário Arnaldo Medeiros, o aumento na testagem é resultado dos esforços empenhados pelo SUS. “A Covid-19 revelou o tamanho e a força do nosso Sistema Único de Saúde. Nós temos um sistema de saúde que é exemplo para o mundo inteiro. O SUS mostrou que salvar vidas é a sua vocação. Nós acreditamos nesse sistema que tem trabalhado e se esforçado para construir uma saúde pública de qualidade”, disse.

Até o dia 12 de setembro, foram realizados 5,9 milhões de exames de RT-PCR para Covid-19, sendo 3,4 milhões na rede pública e 2,5 milhões nos laboratórios privados. Sobre os testes sorológicos, segundo dados do sistema e-SUS Notifica, foram realizados no país 8 milhões de exames nas redes pública e privada.

Ao todo, foram distribuídos 6,6 milhões de testes moleculares, 2 milhões de kits para coleta de amostras e 1 milhão de testes de extração. A pasta distribui os testes conforme a capacidade de armazenamento dos estados e disponibiliza centrais de testagem, que podem ser utilizadas pelos gestores locais quando a capacidade de produção dos laboratórios estaduais chega ao seu limite.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

WhatsApp Receba as notícias do Relevante