Comportamento Química mental: desânimo, descanso, poder e intuição

Química mental: desânimo, descanso, poder e intuição

"Quando nos encontramos no estado de esgotamento físico, notamos um decaimento da química mental de nosso cérebro. Está na hora, então, de sermos restaurados física e mentalmente", alerta João Carvalho em artigo

-

- Advertisment -

O cérebro humano, assim como qualquer outro órgão, precisa de descanso e de revitalização. Podemos ficar desanimados e sem vitalidade necessária para o desempenho de qualquer trabalho que se pretenda executar. Quando nos encontramos nesse estado de esgotamento físico, notamos um decaimento da química mental de nosso cérebro. Está na hora, então, de sermos restaurados física e mentalmente.

Como se faz isso?

Através do contato com pessoas (espíritos) mais vitalizados que você. Pasmem, mas até mesmo o nosso Jesus fez isso. Apenas como exemplo, constantemente Jesus se reunia, sozinho, com seu Pai. E em outros momentos Jesus se reunia com outros grandes espíritos que passaram por essa Terra, como é o caso em Mateus 17: 1-3:

“Passados seis dias, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João, irmão de Tiago, e os levou, em particular, a um alto monte. Ali Ele foi transfigurado na presença dele. Sua face resplandeceu como o sol, e suas vestes tornaram-se brancas como a luz. De repente, surgiram à sua frente Moisés e Elias, conversando com Jesus.”

É uma felicidade podermos conservar nosso cérebro vitalizado por meio da presença e do contato periódicos com pessoas (espíritos) mais vigorosos para que se restabeleça a troca e o retroalimentar naturalmente necessário à todas as mentes.

Um outro exemplo de revitalização física e mental de nosso cérebro é o contato sexual. O sexo é um dos mais eficientes estímulos revitalizantes do cérebro. Contanto que, seja realizado de forma inteligente entre um homem e uma mulher e que sintam/tenham amor, respeito e uma real afeição um pelo outro. E, obviamente, que esteja de baixo da consagração de Deus. Qualquer outra forma de relação sexual terá uma característica desvitalizadora física e mental.

OBS: Há um consenso na medicina que diz, em tese, que todas as doenças começam quando o cérebro do sujeito se encontra em estado de esgotamento. É fato bem conhecido que, quem possui um cérebro inteiramente saudável e vitalizado, fica praticamente imune às formas de doenças.

Os remédios, a terapia correta, a fé, a oração, a imposição de mãos, tudo isso corrobora para a melhora de sua natureza física. São meios de ação para química mental com o fim de reajustar as células e tecidos do corpo, de revitalizar o cérebro e fazer com que o nosso corpo funcione de forma correta.

“Mens sana in corpore sano” (Sátira X do Poeta Romano Juvenal)

Com o princípio da fusão harmoniosa das mentes, é possível se obter uma saúde perfeita. Através desse princípio podemos desenvolver uma força suficiente para resolver os problemas de nossa saúde mental e física, e claro, também, todos os problemas econômicos, políticos e sociais que agonizam o nosso país por inteiro.

Química Mental e o Poder Econômico

Quando pessoas decidem se unir, mentes se unem. União mental de duas ou mais pessoas só é possível pela química mental que há entre elas. Se não, isso seria impossível.

Por meio desse princípio podemos organizar pessoas e empresas, partidos políticos e até uma sociedade inteira, de modo a desenvolver grande poder em torno de intenções grandiosas.

Poder é força.

Poder é uma palavra que vem originariamente do latim “possum”, que significa “ser capaz de”. Poder é o direito de deliberar, de agir, de mandar e, dependendo do contexto, de exercer sua autoridade, sua soberania. Poder é a posse de um domínio e da influência que se tem sobre outros. E esse poder pode ser alcançado por todos os grupos de pessoas que saibam integrar suas capacidades, inteligências, intelectos, personalidades e suas intenções em um espírito de concórdia mútua.

Se não houver um espírito de concórdia mútua, não poderá existir associação mental entre os membros desse grupo.

Compor uma associação mental de um grupo e coordená-lo, torna cada membro do grupo uma pessoa investida de poder para entrar em contato com o conhecimento geral de todos os outros membros.

Quando esses grupos são criados sob um propósito bem definido, todas as ideias sobre tal assunto vão surgindo nas mentes de todas as pessoas que o compõe. Cada pessoa influencia todos os outros a sua volta por meio do princípio da química mental. É daí que vem grande parte dos pensamentos, raciocínios, visões, sonhos, planos, insights e revelações.

Para tudo isso poderíamos dar o nome de intuição.

Mas de onde vem as intuições e as ideias?

Inúmeros estudos comprovam a ideia de que antes de nosso consciente considerar objetivamente uma opção, sobre suas vantagens ou desvantagens, nosso cérebro inconscientemente já tomou a decisão, partindo de sua própria intuição.

Sabe aqueles momentos em que estamos tranquilos, relaxados, sem preocupações na cabeça e, de repente, surge uma ideia, um plano, uma estratégia, um insight, uma inspiração, e daí vem, em sua mente, uma imagem ou um esboço de algo para se fazer? Isso é intuição.

A intuição não vem de um pensamento raciocinado, lógico, que você teve deliberadamente. A intuição vem da parte mais profunda de nosso cérebro, e que os psicólogos o chamam de inconsciente.

As intuições surgem em nossa mente vindas das experiências armazenadas em nossa memória em relação a tudo que vivemos, tivemos, sentimos, baseadas em nossas vitórias e felicidades, perdas e fracassos. Esse conhecimento não vem de escolas, universidades ou livros. As intuições partem de sua verdadeira essência. Cada um de nós está ligado diretamente ao Ser Eterno (ao Deus Vivo) e, consequentemente, todos nós estamos ligados uns aos outros sob um mesmo espírito.

João Carvalho (Colunista) – Economista pós graduado em gestão empresarial pelo CEFET-RJ e Jornalista (0013491/DF)
Contato: joaoctc2007@gmail.com
Instagram: joaoctcarvalho

 

João Carvalho
Economista pós graduado em gestão empresarial pelo CEFET-RJ

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Os responsáveis pelo colapso são os que se proclamam defensores da democracia

Milhões de pessoas de um lado contra uma meia dúzia do outro. Essa meia dúzia precisa se lembrar que não cabe a eles determinar o que o povo pode ou não pedir. Se o povo é soberano e o verdadeiro PATRÃO de todo funcionário público, ele pode pedir O QUE QUISER.

“Nunca interrompa o seu inimigo quando ele estiver cometendo um erro”

"O criminoso SABE que não tem saída e que, diante disso, restam duas alternativas: entregar-se para a prisão ou tentar a sorte, sair atirando e - quem sabe? - por um milagre conseguir escapar", destaca Pedro Delfino

Estado Autocrático do Xandaquistão

Você duvida do processo eleitoral?“-Fique quieto!”Você acha que deveria ser possível auditar a eleição?“-Não fale isso!!”São descobertas...

Fome de Poder Global

Esse artigo não tem o intuito de falar em teorias de Marx, Engels, Lênin, Trótski, Stalin ou...
- Advertisement -

Moraes manda bloquear contas de pessoas e empresas ligadas as manifestações

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de contas bancárias de 43 pessoas físicas e jurídicas suspeitas de financiar "atos antidemocráticos" e que não aceitam o resultado da eleição presidencial de outubro.

Onde o povo Brasileiro Entra Nessa Democracia?

A verdade é que o Brasil não é uma democracia pelo simples fato de que o povo não participa de nada em relação ao Estado e muito menos em relação aos governos.

Você deve ler isso...

Os responsáveis pelo colapso são os que se proclamam defensores da democracia

Milhões de pessoas de um lado contra uma meia dúzia do outro. Essa meia dúzia precisa se lembrar que não cabe a eles determinar o que o povo pode ou não pedir. Se o povo é soberano e o verdadeiro PATRÃO de todo funcionário público, ele pode pedir O QUE QUISER.

“Nunca interrompa o seu inimigo quando ele estiver cometendo um erro”

"O criminoso SABE que não tem saída e que, diante disso, restam duas alternativas: entregar-se para a prisão ou tentar a sorte, sair atirando e - quem sabe? - por um milagre conseguir escapar", destaca Pedro Delfino
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp Receba o nosso CONTEÚDO no WhatsApp