Relator da CPI do BNDES pedirá indiciamento de Lula e Dilma

A CPI investiga contratos do BNDES voltados para acordos internacionais

Reprodução/O Povo

O relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES, que investiga crimes de financiamento em acordos internacionais cometidas durante a gestão petista, foi apresentado, ontem (8), pelo relator e deputado Altineu Côrtes (PL-RJ).

O documento com mais de 400 páginas, sugere o indiciamento dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e outras 71 pessoas, listando uma série de irregularidades cometidas na estatal.

Esta é a terceira CPI criada nos últimos quatro anos, mas as sugestões de indiciamentos não foram aceitas nas anteriores e o processo não foi concluído. As obras de financiamento apontam projetos em países como Gana, Guiné Equatorial, Venezuela, República Dominicana e Cuba.

A justificativa seriam contrapartidas que levariam ao desenvolvimento econômico e social do país, mas a Operação Lava Jato descobriu um desfalque milionário em propinas pagas por empresários ao Partido dos Trabalhadores (PT) em troca da liberação facilitada do dinheiro do banco.

com informações IstoÉ*