Início Política Thaís Corazza alerta para a implantação do comunismo internacional sob roupagem progressista

Thaís Corazza alerta para a implantação do comunismo internacional sob roupagem progressista

Corazza afirma que coronavírus “caiu como uma luva na mão da esquerda", e pede aos cidadãos que desconfiem de tudo e façam análises próprias

-

Thaís Scalco Corazza, divulgou um áudio no qual alerta para a implantação do comunismo internacional sob roupagem progressista e afirma que a pandemia causada pelo novo coronavírus “caiu como uma luva” na mão da ala esquerdista.

“Desconfie de tudo, busquem por conta própria, façam análises próprias”, avisa no áudio. “O fato é que a crise do vírus [Covid-19] caiu como uma luva na mão da esquerda que está numa guerra declarada contra a cura, não por acaso. Para quem ainda tem dúvidas procure por ‘Progressive International’ e veja como a esquerda vem se organizando. Já falei que uma das táticas usadas é a mudança da linguagem, então passamos do internacional comunismo para internacional progressismo.”, diz Corazza.

A Progressive International (PI) é uma organização criada para mobilizar ativistas e instituições progressistas de esquerda a fim de transformar a ordem global e as instituições. Seus principais defensores são Bernie Sanders, senador dos Estados Unidos pelo partido Democrata e o Ministro das Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis.

Mais de 40 consultores englobam o conselho interino, entres eles políticos, economistas e ativistas progressistas, incluindo a feminista canadense Naomi Klein, o candidato do PT às presidenciais no Brasil Fernando Haddad. Além de nomes como Katrín Jakobsdóttir, Aruna Roy, Noam Chomsky, Vanessa Nakate, Vijay Prashad, Carola Rackete, Elizabeth Gómez Alcorta, Pierre Sané, Varshini Prakash e outros.

A professora deixa claro a sua preocupação com as novas gerações e a distorção da verdade para moldar narrativas e inflar números a fim de introduzir um vírus ideológico, que segundo ela, “nada mais é que o comunismo com uma nova roupagem.”

“O que faço é por dever de consciência. Assista ao vídeo de apresentação [da Progressive International] e veja que as mesmas palavras empregadas ali estão nos últimos artigos de FHC, nas falas de Lula e Haddad. Alguém acha que uma organização deste porte nasce da noite para o dia? Quantas viagens, hospedagens, refeições, apoio tecnológico são necessários, quanto tempo para tudo isso iniciar. É óbvio que tudo estava pronto, bastava apenas o estopim para remodelar as mentes,” argumenta.

Sanders anunciou a criação do projeto em 2018, mas só em 11 de maio de 2020, em meio à pandemia global de coronavírus, ele foi formalmente fundado e lançado. As ações serão divididas em 3 vertentes como explica, David Adler, coordenador geral da PI.

“O Movimento, que visa formar uma rede global de ativistas e organizadores para coordenar o trabalho além-fronteiras. O Blueprint, que visa desenvolver um plano político para uma ordem internacional progressiva. E a Wire, para oferecer um serviço de wire-wire às forças progressistas do mundo, em parceria com publicações de todo o mundo, para trazer perspectivas de base para uma audiência global.”

João Dória e Embaixador chinês

Para corroborar seu posicionamento, Corazza destaca a ligação muito próxima do governador de São Paulo, João Dória, com o partido comunista chinês instaurando mecanismo de domínio político e ideológico.

“Já relatei aqui sobre Embaixador chinês que está em conluio com Dória. Esse mesmo Embaixador que destruiu o governo Macri e levou à esquerda corrupta da Argentina novamente ao poder. Por isso Dória pretende estender ao máximo a quarentena, vender São Paulo para China que desembarcará em massa em setembro para arrematar tudo que puder. Dória sabe que não vai mais se eleger e está usando todas as fichas para encher os bolsos,” avalia a docente.

Ciência

No aúdio, a professora também questiona a eficácia da ciência em relacionar os dados estatísticos referentes ao coronavírus chinês e acredita ser mais uma manobra bem elaborada para gerar pânico mundial e favorecer a doutrinação das nações.

“Temos que obedecer a ciência né… O que a ciência sabe sobre esse vírus novo? Que relatos há sobre essa nova doença? Então vamos a alguns dados para quem gosta de ciência. No Brasil morre 282 pessoas/por milhão por violência, 61 morrem por suicídio, 1500 por ataques cardíacos e por covid quantos? Mortes por pneumonia e insuficiência respiratória caindo e covid aumentando, alguém pode explicar isso? Alguém pode explicar também como as UPAs e os hospitais estão vazios? Como os consultórios médicos não tem mais pacientes?”, ingada.

Corazza finaliza destacando que entende que muitas pessoas podem agir de forma inocente, concordando com as medidas adotadas e da maneira que foram aplicadas para o enfrentamento da pandemia a partir de boa intenções, mas como consequência se torna cúmplice desse projeto dito progressista.

“Toque de recolher, obrigatoriedade de máscara, prisão domiciliar, invasão de privacidade, destruição das relações familiares e sociais, violação do direito do trabalho, do ir e vir. Tudo para a população ir se acostumando e para você ir se acostumando com a máxima comunista que é ‘Olha você não sabe se cuidar. Então vou ditar as regras.’ Este é o nível da engenharia social a que chegamos. ‘Obedeçam, vocês não têm direito sequer escolher como quer viver’, conclui.

WhatsApp Receba as notícias do Relevante