Início Política Moro cita EUA e diz que “ninguém sério” questiona poder do Supremo...

Moro cita EUA e diz que “ninguém sério” questiona poder do Supremo de “dar a palavra final”

Governo enfrenta o crescimento uma crise interna em função de contrapontos de competências do STF e do presidente Bolsonaro

-

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, citou os Estados Unidos como exemplo na sua avaliação sobre a crise instalada pelos recentes contrapontos entre a competência do Supremo Tribunal Federal (Judiciário) e o presidente Jair Bolsonaro (Executivo).

Ontem (2), pelo Twitter, ele disse que “ninguém sério questiona” o poder da Suprema Corte local como intérprete da Constituição.

“Nos EUA, país que serve de modelo a muitos, casos como Marbury v. Madison, 1803; Brown v. Board of Education, 1954; e US v. Nixon, 1974, estabeleceram o princípio da supremacia da Constituição e a Suprema Corte como intérprete. Ninguém sério questiona o poder dela de dar a palavra final”, escreveu.

Na visão de Moro, a mais alta instância do Judiciário deve ser respeitada e tem o poder de dar a “palavra final”. Em função da afinidade ideológica entre o presidente Jair Bolsonaro e Donald Trump, a gestão norte-americana frequentemente aparece em referências e comparações ao atual governo brasileiro.

WhatsApp Receba as notícias do Relevante