Início Política Moraes pede relatório sobre monetização de perfis pró-Bolsonaro

Moraes pede relatório sobre monetização de perfis pró-Bolsonaro

Determinação enviada para o Facebook, Instagram e YouTube faz parte do inquérito que investiga supostos atos antidemocráticos

-

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, solicitou que três das maiores redes sociais do mundo forneçam relatório sobre monetização de perfis apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. A medida faz parte das ações do inquérito que apura supostos “atos antidemocráticos”.

Moraes quer avaliar se páginas em contas nas redes sociais Facebook, Instagram e Youtuber receberam remuneração em publicações “contrárias às instituições democráticas”. Mais de 30 perfis foram citados.

Ontem (16), a Polícia Federal também cumpriu 21 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal e outros cinco estados.

Confira a lista das páginas apontados por Moraes:
Facebook: Terça Livre, Folha Política, Foco do Brasil, Alberto Silva, Roberto Boni, Vlog do Lisboa, Nação Patriota, Ravox Brasil, Oswaldo Eustáquio, Sara Winter, Marcelo Razão e Camila Abdo Calvo.

Instagram: Foco do Brasil, Folha do Brasil, Alberto Silva BR, Terça Livre, Vlog do Lisboa, Nação Patriota Ofic, Ravox Brasil, Eustáquio Oswaldo, Sara Winter, Dr Frazão Marcelo e Camila Abdo.

YouTube: Folha Política, Foco do Brasil, O Giro de Notícias, Terça Livre, Vlog do Lisboa, Universo, Nação Patriota, Ravox Brasil, Oswaldo Eustáquio, Sara Winter, TV Direita News, Direto aos Fatos e Emerson Teixeira.

FONTERenova
WhatsApp Receba as notícias do Relevante