Início Política Magno Malta afirma que estados devem ‘desculpas’ a Bolsonaro sobre cloroquina

Magno Malta afirma que estados devem ‘desculpas’ a Bolsonaro sobre cloroquina

Após recomendação da China para uso do medicamento no combate a covid-19, ex-senador cobra pronunciamento de prefeitos, governadores e ministros

-

O ex-senador Magno Malta afirmou que os prefeitos, governadores e ministros do Supremo Tribunal Federal devem um pedido de desculpas ao presidente Jair Bolsonaro pela polarização do uso da cloroquina.

Na semana passada, a China divulgou suas novas diretrizes para o tratamento da covid-19 e passou a recomendar o uso do medicamento no combate a doença.

“Essas 100 mil mortes não é da conta de Jair (Bolsonaro). Vocês vão ter que fazer um pedido de desculpas. Agora a China liberou a cloroquina, a Rússia…e agora governadores?”, questiona Magno Malta.

O líder conservador aponta que apesar das críticas ao medicamento, muitos parlamentares que trataram o presidente da República como irresponsável, fizeram uso da cloroquina ao serem infectados pelo vírus chinês.

“Deixaram morrer os cidadãos de seus estados porque proibiram, esconderam a cloroquina e depois alguns deles pegaram covid, tomaram cloroquina e ficaram bonzinhos”, ressalta.

Malta classificou a atuação dos estados como ‘triste e lamentável’ e cobrou um pronunciamento dos governadores, prefeitos e inclusive do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Madetta e do infectologista Davi Uip, vozes ativas que condenaram o uso do remédio.

“A suprema China, o supremo poder mundial, o partido comunista chinês para quem esses governadores de esquerda todos baixam a cabeça e batem palma […] Olha só como Deus é justo, a China tomando cloroquina!”.

WhatsApp Receba as notícias do Relevante