Início Política Juristas pressionam Senado para que analise pedidos de impeachment contra ministros

Juristas pressionam Senado para que analise pedidos de impeachment contra ministros

Comissão Pró-Verdade e Justiça iniciou abaixo-assinado eletrônico para que a Casa analise cerca de 20 pedidos

-

A Comissão Pró-verdade e Justiça iniciou um abaixo-assinado eletrônico para que o Senado Federal analise pedidos de impeachment contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Em comunicado, o advogado Gessé de Roure ressalta que já são mais de 20 pedidos que aguardam parecer do presidente da Casa, senador Davi Alcolumbre.

Ao comentar a ação, a Comissão alega que ministros estariam tomando “atitudes inconstitucionais e injustas”. O pró-verdade, que reúne juristas, professores e empresários, espera contar também com o apoio da população para que o Senado julgue os pedidos.

“Resultante da vontade de homens e mulheres, brasileiros, que se organizam como pessoas físicas, clamando por Verdade e Justiça, preocupados com os desvios jurídicos praticados por Ministros do Supremo Tribunal Federal; impropriedades, e desvios tais, que atentam contra a Constituição do Brasil e afetam a Segurança Jurídica Nacional.”

Dos 18 pedidos apresentados em 2019, sete são contra o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, segundo lista do Conexão Política. Outros pedidos também foram apresentados contra os ministros Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso, Luiz Edson Fachin e Alexandre Moraes, Celso de Mello e Rosa Weber.

“Só a força da população dará sustentação aos instrumentos jurídicos cabíveis para o afastamento legal desses homens que se distanciaram da ética e da moral; eles são favoráveis ao aborto. Desrespeitam o princípio do casamento entre homem e mulher estabelecido de forma clara no artigo 246 da Carta Magna do Brasil”, diz o comunicado.

WhatsApp Receba as notícias do Relevante