Início Política Eduardo Bolsonaro destaca passos da Argentina em direção ao socialismo

Eduardo Bolsonaro destaca passos da Argentina em direção ao socialismo

Analistas políticos criticam recente decisão de Fernandez em estatizar serviços de internet, celular e TV a cabo

-

Em seu perfil no Youtube, o deputado federal Eduardo Bolsonaro publicou um vídeo para destacar que as previsões do presidente Jair Bolsonaro em relação à Argentina vem se cumprindo, para ele o país está a caminho de virar uma nova Venezuela: “Cada dia mais vemos que Jair Bolsonaro acertou quando previa que a situação na Argentina viraria uma calamidade,” afirmou o deputado.

No decorrer da pandemia de coronavírus, Alberto Fernandez, afirmou, em entrevista, que não iria estabelecer a prática de redução de salários. “Não vou fazer isso porque é um ato de populismo, que na verdade não resolve o problema,” disse. Porém, recentemente o presidente argentino confirmou a mudança de seu posicionamento:

“Se a pandemia tem algo a nos ensinar, é a regra da solidariedade. Aqui ninguém se salva sozinho. É uma regra moral que temos como sociedade. Aqui, do que se trata, para muitos desses empresários é de ganhar menos, não de perder. Então, pessoal, chegou a hora de ganhar menos e assim eu os farei respeitar”, afirmou Fernandez contradizendo o discurso anterior.

Muitos pequenos empresários foram afetados economicamente tem demonstrado desespero com a série de medidas adotadas pelo governo: “Depois que fui demitido, fiquei desempregado por muitos anos. Abri este negócio e me dei bem e o querem fechar novamente. Não há razão para nos fechar de novo, nós sabemos cuidar de nós mesmos. Nós contribuímos para o estado. São 32 anos, uma vida inteira aqui dentro. O que digo a minha funcionária que tem 3 filhos?”, disse um entrevistado.

Estatização de serviços

Ao final de agosto, o governo decidiu estatizar internet, telefonia celular e serviços de TV a cabo. Os cidadãos argentinos foram às ruas contra a medida e também para protestar contra o isolamento social, que não tem previsão para flexibilização. Para comentaristas políticos, a Argentina caminha para virar uma nova Venezuela.

Adrilles Jorge, da Jovem Pan, imputa a atual situação a um erro de estratégias de várias nações. “Você fecha um país inteiro e quatro meses depois, depois de uma economia totalmente arruinada, com o vírus chegando e você não pode mais abrir. Foi erro de cálculo estúpido em nome de ‘ciência’”, avalia.

Ele comenta ainda sobre a estatização determinada pelo governo: “Impedir a livre competição , que é o que fomenta a economia de um país, em nome da igualdade você sacrifica a liberdade. Aí a liberdade some, a igualdade não vem ou vem em nome de uma pobreza distribuída e nos altos escalões que mantém seus salários, como Alberto Fernandez.”

José Maria Trindade busca relembrar que “o pior dos mundos é o populismo.” “ Nas primeiras semanas todo mundo receber as benesses, estatiza aqui e ali e depois quem é que vai segurar esse mercado corrompido, essas empresas? À Argentina está faltando coragem para tomar decisões”, conclui.

WhatsApp Receba as notícias do Relevante