Início Política Aras pede que STF suspenda inquérito sobre fake news

Aras pede que STF suspenda inquérito sobre fake news

Hoje, a Polícia Federal deflagrou operação que apura ameaças e ofensas à Corte

-

Nesta quarta-feira (27), o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu ao Supremo Tribunal Federal que suspenda a tramitação do inquérito da fake news. As investigações apuram ataques e ameaças contra ministros do STF. A decisão veio após uma operação da Polícia Federal, que também fez busca nas residências de políticos e empresários aliados do presidente Bolsonaro.

“Neste dia 27 de maio, a Procuradoria-Geral da República viu-se surpreendida com notícias na grande mídia de terem sido determinadas dezenas de buscas e apreensões e outras diligências, contra ao menos 29 pessoas, sem a participação, supervisão ou anuência prévia do órgão de persecução penal”, disse o ministro- como noticiou o UOL.

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) também foi alvo da operação. Pelas redes sociais, a parlamentar se posicionou sobre as investigações da PF.

“Toda pessoa que respeite a lei tem a OBRIGAÇÃO DE REPUDIAR essas buscas no âmbito de um inquérito ILEGAL E INCONSTITUCIONAL, sem fato determinado e já arquivado pela PGR. Se você aplaude a ação ilegal contra seu adversário, não adianta reclamar quando ela se voltar contra você”, disse a parlamentar em sua conta oficial do Twitter.

FONTEG1
WhatsApp Receba as notícias do Relevante