Alvo de inquérito das fakes news diz que Moraes “mentiu” sobre acesso aos autos

“Alexandre de Moraes conseguiu algo inédito no direito: é a vítima, o investigador, o denunciante, o juiz e agora também o réu do seu inquérito ilegal. No final, deve prender a si mesmo", disse o jornalista Bernardo Kuster

295
Reprodução/YouTuber

O diretor de opinião do jornal Brasil Sem Medo, Bernardo Kuster, questionou a falta de acesso ao inquérito das fake news. O jornalista, que é um dos alvos das investigações, sugere que o ministro Alexandre de Moraes “mentiu” ao comunicar a autorização para conhecimento dos autos.

Em sua conta oficial do Twitter, Bernardo disse que teve um vídeo em que comenta o assunto censurado. “Dizer que advogados tiveram acesso ao inquérito é fake news. Alexandre de Moraes conseguiu algo inédito no direito: é a vítima, o investigador, o denunciante, o juiz e agora também o réu do seu inquérito ilegal. No final, deve prender a si mesmo.”

Em recente comunicado, o gabinete do ministro destacou que: “diferentemente do que alegado falsamente, foi autorizado integral conhecimento dos autos aos investigados no inquérito que apura ‘fake news’, ofensa e ameaças a integrantes do STF,ao Estado de Direito e a Democracia.”

Na próxima semana, o STF vai analisar ação da Rede Sustentabilidade que pede a suspensão do inquérito.