Colunistas O plano do PT - Por quê excluíram um...

O plano do PT – Por quê excluíram um documento com informações tão graves?

Tay Pellegrini: "Chega de fugir de responsabilidade, chega de fechar os olhos e acreditar que tudo que está escancarado seja um complô mundial contra a alma mais honesta do Brasil, o Lula e o PT são criminosos e a volta deles não terá mudanças leves e sutis, a volta deles trará a revolução ao país, chegando abertamente com todas medidas que o socialismo impõe e que sabidamente destroem os países que as implantam"

-

- Advertisment -

Dia 26 de outubro de 2022, a apenas 4 dias do segundo turno das eleições de 2022, em um dia conturbado e com as tensões entre a polarização se intensificando, uma notícia passou despercebida por muitos.

Gustavo Gayer, eleito Deputado Federal por Goiás, fez um vídeo em suas redes sociais mostrando na íntegra um documento postado na página oficial do PT, o título do documento: “Resoluções do Encontro Nacional de Direitos Humanos do PT”.

O documento é uma resolução formulada e aprovada pelo partido no dia 12 de dezembro de 2021, em uma reunião online que foi transmitida através do YouTube, onde são definidas as novas resoluções que serão adotadas caso o então candidato à presidência, Luís Inácio Lula da Silva, ganhe as eleições.

Até o encerramento deste artigo a reunião online ainda estava disponível no YouTube:

Bastaram algumas horas, para que rapidamente o PT excluísse a Resolução publicada em seu site, tentando não deixar rastros de um documento tão importante que em diversos aspectos fere diretamente a Constituição brasileira e o Estado Democrático de Direito.

A influenciadora Jéssica Saito (@jessicasaito2), contatou nossa equipe e nos encaminhou o conteúdo que já havia sido baixado e salvo.

O Plano começa informando:

“O Encontro Nacional de Direitos Humanos do PT, realizado em 12 de dezembro de 2021, com delegados e delegadas eleitos em encontros setoriais de 21 Estados e o Distrito Federal, aprovou as seguintes resoluções, validadas em sua redação final na primeira reunião do Coletivo Nacional eleito, em fevereiro de 2022:”

Já de início as propostas são de revogações de direitos, não especificando exatamente quais direitos serão retirados da população, mas deixando de forma subentendida que decisões que beneficiaram a economia brasileira possam ser revogadas, como o investimento nas empresas públicas e a privatização de algumas delas, que fizeram com que as estatais brasileiras que davam prejuízos de mais de 100 bilhões de reais por conta da má gestão e corrupção, passassem a dar lucros de mais de 187 bilhões de reais ao ano.

Também insinuam que existe uma “campanha difamatória que associa empresas públicas à corrupção” querendo transformar escândalos reais como o Petrolão (o maior esquema de corrupção da história) em conto da carochinha.

O documento deixa claro também o repúdio à classe média, composta por cerca de 50% da nossa população e que é constantemente perseguida pelos governos de esquerda que, enquanto desfrutam do bom e do melhor, querem que nós, reles mortais, nos contentemos com apenas uma televisão dentro da nossa casa.

Afirmações frequentes de que o impeachment da ex-presidente Dilma foi um golpe compõe o documento, lembrando que o impeachment ocorreu, ao serem comprovadas as pedaladas fiscais, que são, conforme nossa legislação, crimes de corrupção. Apesar da tentativa de alavancar a ideia de um golpe, e indo contra o que determina a nossa Constituição Federal, Dilma Rousseff não perdeu seus direitos políticos, este fato faria disso um meio golpe?

Um pouco mais adiante no documento, chegamos em um ponto que é extremamente preocupante e que foi incluído anteriormente no “Plano de Governo” de Lula em 2018, antes dele ter perdido seus direitos políticos devido às suas condenações por seu envolvimento em diversos escândalos de corrupção. Eles destacam a “necessidade” de uma Assembleia Constituinte.

No último debate realizado na Band, Lula citou a intenção de organizar uma Assembleia Constituinte modificando assim Constituição Brasileira, isso acende um alerta muito grave, pois foi dessa maneira que governos em países como Cuba, Venezuela, Nicarágua conseguiram implementar ditaduras e perpetuar ditadores no poder. Recentemente, Gabriel Boric, atual presidente do Chile e membro do Foro de São Paulo, tentou reformular a constituição do Chile, apesar da maioria ser contrária ele continua buscando brechas para realizar as modificações que deseja.  

Ultimamente opositores ao governo atual, tem reiterado que alterações na Constituição serão feitas pelo Presidente Bolsonaro, mesmo quando ele nunca disse nada sobre isso.

Outro ponto que nos acende um alerta são os ataques diretos a instituições como as Forças Armadas Brasileiras e a Polícia Militar, no documento podemos observar que a cúpula do governo petista se refere aos policiais militares como “os que matam em escala industrial” e ainda tentam fazer a população crer que o “terrorismo” da polícia militar, tem como alvo jovens negros e pobres.

A proposta segue citando como “medida indispensável” a desmilitarização das Polícias Militares e ainda se refere aos mesmos, de forma generalizada, como força policial mais letal, ignorando totalmente que o Brasil, possui hoje, altos índices de criminalidade advindos de grupos dirigidos pelo narcotráfico que dominam grande parte do nosso país.

Desmilitarizar a polícia, nada mais é que reduzir o poder militar dela, a polícia agiria e trabalharia como um civil comum, sendo inclusive julgado por tribunais comuns quando necessário. Num país com altos índices de criminalidade, onde traficantes possuem armamento a nível terrorista, o que aconteceria com a população comum se a polícia fosse desmilitarizada?

Chamamos o Batman, Superman ou Chapolin Colorado?

A polícia não faz falta quando se pode andar cercado por seguranças armados.

Talvez seja esse de fato o intuito, tendo em vista que Lula é CPX e tem acesso liberado onde o PCC e o Comando Vermelho comandam.

Outro detalhe ao qual temos que nos atentar é que nenhum governo totalitário toma o poder (que é diferente de vencer as eleições) sem o exército ao seu lado, nos países que as forças armadas não estavam ao lado do ditador, guerrilhas paralelas formaram exércitos paralelos e fortemente armados.

O documento segue entrando nos âmbitos da pandemia de Covid-19 e, colocando como responsabilidade do Presidente os números totais de óbitos registrados ao longo da pandemia. Continuam tentando emplacar o discurso já batido de “genocida”, mesmo já sendo sabido que genocídio não é um adjetivo para ser usado contra alguém do qual não gostamos.

A pandemia de Covid-19 foi algo que atingiu o mundo todo de surpresa e causou óbitos por onde passou, muitos desses óbitos atualmente são questionáveis, já que diante da instauração do medo, passaram a registrar todo e qualquer óbito como “óbitos por Covid”, fora isso, o Governo Federal não poupou esforços no combate à pandemia, disponibilizou imunizantes para aqueles que se sentiram seguros e confiantes em utilizar um produto ainda em fase de testes e sem segurança definida, iniciou a vacinação no Brasil menos de 30 dias após a maior potência mundial ter iniciado a vacinação em seu país e foi o quarto país do mundo a mais vacinar sua população, ainda, através da figura do Presidente, o tratamento precoce foi defendido, tendo o mesmo rechaçado as medidas que determinavam que um paciente só deveria buscar ajuda médica quando seu quadro clínico já estivesse agravado, hoje já possuímos inúmeras evidencias cientificas da eficácia de inúmeros medicamentos que foram “demonizados” no auge da pandemia, Bolsonaro também defendeu a autonomia médica, que nunca antes na nossa história havia sido impedida e defendeu ainda que a economia não fosse paralisada, pois isso causaria a quebra do país, exatamente como estamos vendo acontecer em países de primeiro mundo que adotaram o lockdown por mais de 2 anos e hoje sucumbem a inflação e altas nos preços, tendo a Europa inclusive programações de cortes de luz durante seu rígido inverno.

Apesar de algumas afirmações terem sido mal-recebidas na época e tidas como insensíveis, muitas delas hoje, já comprovam que Jair Bolsonaro tinha razão e como bom chefe de Estado, não poderia analisar um problema tão complexo e propor saídas simples.

Atualmente nos Estados Unidos e na União Europeia, medidas autoritárias estão sendo reconhecidas como erros graves, em decisão recente a Suprema Corte do estado de Nova York determinou o restabelecimento de todos os funcionários que foram dispensados por se recusarem a tomar a vacina e ainda determinou o pagamento retroativo de seus salários. A violação do direito dessas pessoas foi finalmente reconhecida!

Grande parte desses funcionários demitidos de forma criminosa são policiais e bombeiros.

Ainda no Parlamento Europeu, uma forte discussão tem se instalado ao estarem analisando dados e afirmando que não existem diferenças entre vacinados e não vacinados e que o número de contaminações, transmissões, hospitalizações e inclusive óbitos não se diferem entre os grupos, isso tudo após obrigarem a população a inúmeras picadas que até hoje não tiveram seus estudos concluídos.

Parlamentares pedem a rescisão contratual com o laboratório Pfizer, alegando que estamos diante do maior escândalo de corrupção da história da humanidade, pedem ainda que o laboratório devolvam os bilhares de dólares investidos na compra das vacinas e pretendem processar os laboratórios pela venda de um produto distribuído com informações falsas, após os dados configurarem que a Europa registra um aumento de 16% na mortalidade e que os locais com maiores índices de vacinação, possuem esses índices de excesso de mortalidade aumentados.   

Ainda dentre as propostas do partido encontramos coisas gravíssimas, como:

Revogar todas as medidas do governo Bolsonaro, sem novamente, especificar quais, apesar de nenhum governo acertar 100% das vezes, o atual governo vem mostrando ótimos resultados diante da maioria de seus projetos e decisões, o que nos leva a crer que o governo petista não pensa no Brasil ao querer revogar coisas boas e que estão dando certo, pura e simplesmente por serem decisões do governo opositor, coisa de criança birrenta!

Querem ainda, “convocar nos primeiros dias de governo uma grande Conferência Nacional Popular de Direitos Humanos, para o Plano Nacional de DH4”. O plano PNHD-3 lançado no governo petista em 2009, continha dentre suas propostas a legalização do aborto, a proibição de utilização de símbolos religiosos e a regulação dos veículos de comunicação, seria o DH4 uma versão atualizada, o que devemos esperar tendo em vista que Lula está nos avisando abertamente sobre todas essas propostas?

Recriação de inúmeros ministérios, algo que faz o gasto público aumentar e aumento de gasto público significa aumento de impostos, no governo atual os ministérios foram reduzidos e centralizados, por exemplo, não precisamos de um ministério para cada subclasse inventada entre as pessoas (Ministério da mulher, da criança, do preto, do branco, etc), o Ministério da Mulher, da Família e dos direitos humanos é responsável por todas as pessoas que se enquadram nele, ou seja, os seres humanos, não fazendo distinção de raça, cor, sexualidade ou idade.

O item 5 nos remete ao livro 1984, onde em uma realidade que deveria ser diatópica, mas a cada dia está mais real, criaram-se ministérios que determinavam o que era a verdade, o que deveria ser lembrado, o que poderia ser dito e de acordo com um núcleo próprio como tudo isso deveria ser punido.

 O PT propõe a criação de uma política de “reparação e punição” da “memória, verdade e justiça”, ainda nesse item eles querem punir Bolsonaro como genocida e seus cúmplices, esses cúmplices seriam quem? Demais parlamentares de seu governo? Seus familiares? Sua filha de 12 anos? Ou qualquer cidadão que discordar que Bolsonaro, mesmo sem nenhum crime cometido, seja um criminoso?

Em seu item 8 eles deixam claro e expresso a intenção de, nas mesmas palavras do documento: Cessar a guerra às drogas: regular, descriminalizar, redução de danos, educação e saúde”. Isso me soa como a liberação TOTAL de todas as drogas, já que não fazem menção a quais. Porém a realidade do mundo das drogas é completamente diferente e elas afetam cada pessoa de maneira completamente distintas, existem de fatos droga mais leves, como a maconha, que inclusive tem ampla evidência de uso medicamentoso e já comprovou ser benéfica em inúmeros tratamento e para isso, eu sou favorável ao seu uso e sua legalização, mas a realidade é absurdamente diferente quando comparamos isso com cocaína, crack, heroína ou outras drogas que a grande maioria das pessoas comuns, sequer fazem ideia que existem e que tem frequente circulação entre nós. Muitas pessoas que utilizam drogas pesadas perdem a capacidade de distinguir entre uso e abuso, acabam se afundando no vício, sofrendo com os transtornos psicológicos por conta de seus componentes causarem no sistema nervoso alterações e sensações depressivas, muitas pessoas morrem ou se matam, alguns entram para o mundo do crime, outros acabam destruindo suas próprias famílias. Quantos amigos e conhecidos já perdi por conta do uso abusivo, indiscriminado e cada vez mais frequente de drogas pesadas!

Legalizar as drogas e esperar que uma sociedade que não tem responsabilidade com a grande maioria das coisas simples, adquira responsabilidade através de políticas de redução de danos, é um ato criminoso! 

Reverter o encarceramento em massa de pretos e pobres, a começar por desencarcerar milhares de presos provisórios. O PT generaliza, como se apenas pretos e pobres fossem presos, ou como se essas pessoas em sua totalidade estivessem presas injustamente, a taxa de homicídios entre os anos de governo petista e apenas 4 anos do governo Bolsonarista conta com uma redução de cerca de 20 mil homicídios anuais, isso totaliza 80 mil pessoas que não foram assassinadas nos 4 últimos anos, isso não só demonstra, como comprova de forma irrefutável que soltar bandidos não é o que reduzirá criminalidade e assassinatos. Fora isso, cerca de 40% dos presos, são presos provisórios, cerca de 500 mil presos seriam soltos, dentre eles, assassinos, bandidos e estupradores, aqui na minha cidade, uma pequena cidade de interior com 30 mil habitantes, um preso provisório em sua saidinha entrou na casa de uma jovem mãe de 19 anos, que estava com seu bebê de 2 anos e tentou estuprá-la, a menina reagiu e foi assassinada com inúmeras facadas! O pobre coitado, preso provisório, estava preso pelo crime de ESTUPRO!!!!

É isso que vocês querem para o Brasil???

Desarmamento – O desarmamento no Brasil foi sancionado pelo ex-presidente Lula. Muitas pessoas não se lembram, mas o governo realizou campanhas para entrega de armas com recompensa em valores pagos que variavam de R$150 a R$450. A maioria da população foi contra!

Em 2003 qualquer pessoa no Brasil poderia andar armada, havia pouca burocracia para a compra de uma arma.

Em 2005 o Brasil realizou um referendo para consultar a população sobre a proibição, podia-se votar sim ou não, o não venceu em todos os estados brasileiros, mesmo com a população sendo contra o desarmamento o governo ignorou a decisão que foi votada democraticamente.

Em 2005 o índice de assassinatos no Brasil a cada 100 mil habitantes era de 26,1, no final do governo Lula esse índice era de 27,8 e no final do governo Dilma 29,9. No primeiro ano do governo Bolsonaro, com novas regras de porte e posse de armas e ainda com um combate mais intenso e efetivo contra a criminalidade e o tráfico de drogas esse número caiu para 22,7 e tem caído ainda mais.

Armas não matam, pessoas ruins armadas matam, pessoas boas armadas, tem a possibilidade de defenderem a si mesmos e as suas famílias quando uma pessoa má atenta contra essas vidas!

Chega de fugir de responsabilidade, chega de fechar os olhos e acreditar que tudo que está escancarado seja um complô mundial contra a alma mais honesta do Brasil, o Lula e o PT são criminosos e a volta deles não terá mudanças leves e sutis, a volta deles trará a revolução ao país, chegando abertamente com todas medidas que o socialismo impõe e que sabidamente destroem os países que as implantam.

Olhem em volta, olhem quais os governos o PT apoia, olhem quais ditadores são amigos de Lula, vejam quais as falas desse candidato, ele está avisando, eles não estão mais escondendo!

O futuro do Brasil está nas nossas mãos e a sua ingenuidade pode destruir toda essa nação!

Tay Pellegrini, esposa, mãe e empresária. Atua no setor jurídico e por longos anos foi da área farmacêutica. Conservadora, cristã, patriota, pró-vida, à favor da liberdade! Sonha em contribuir com a restauração dos valores e da cultura perdida nas últimas décadas.
contato
Instagram @Tay.Pellegrini

O Relevante News valoriza a liberdade de expressãoA opinião do colunista é autônoma e de responsabilidade do respectivo comunicador, que é livre para expressá-la sem qualquer interferência.A opinião do colunista não reflete, necessariamente, a opinião do Relevante News.

Tay Pellegrini
Esposa, mãe e empresária. Atua no setor jurídico e por longos anos foi da área farmacêutica. Conservadora, cristã, patriota, pró-vida, à favor da liberdade! Sonha em contribuir com a restauração dos valores e da cultura perdida nas últimas décadas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Os responsáveis pelo colapso são os que se proclamam defensores da democracia

Milhões de pessoas de um lado contra uma meia dúzia do outro. Essa meia dúzia precisa se lembrar que não cabe a eles determinar o que o povo pode ou não pedir. Se o povo é soberano e o verdadeiro PATRÃO de todo funcionário público, ele pode pedir O QUE QUISER.

“Nunca interrompa o seu inimigo quando ele estiver cometendo um erro”

"O criminoso SABE que não tem saída e que, diante disso, restam duas alternativas: entregar-se para a prisão ou tentar a sorte, sair atirando e - quem sabe? - por um milagre conseguir escapar", destaca Pedro Delfino

Estado Autocrático do Xandaquistão

Você duvida do processo eleitoral?“-Fique quieto!”Você acha que deveria ser possível auditar a eleição?“-Não fale isso!!”São descobertas...

Fome de Poder Global

Esse artigo não tem o intuito de falar em teorias de Marx, Engels, Lênin, Trótski, Stalin ou...
- Advertisement -

Moraes manda bloquear contas de pessoas e empresas ligadas as manifestações

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de contas bancárias de 43 pessoas físicas e jurídicas suspeitas de financiar "atos antidemocráticos" e que não aceitam o resultado da eleição presidencial de outubro.

Onde o povo Brasileiro Entra Nessa Democracia?

A verdade é que o Brasil não é uma democracia pelo simples fato de que o povo não participa de nada em relação ao Estado e muito menos em relação aos governos.

Você deve ler isso...

Os responsáveis pelo colapso são os que se proclamam defensores da democracia

Milhões de pessoas de um lado contra uma meia dúzia do outro. Essa meia dúzia precisa se lembrar que não cabe a eles determinar o que o povo pode ou não pedir. Se o povo é soberano e o verdadeiro PATRÃO de todo funcionário público, ele pode pedir O QUE QUISER.

“Nunca interrompa o seu inimigo quando ele estiver cometendo um erro”

"O criminoso SABE que não tem saída e que, diante disso, restam duas alternativas: entregar-se para a prisão ou tentar a sorte, sair atirando e - quem sabe? - por um milagre conseguir escapar", destaca Pedro Delfino
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp Receba o nosso CONTEÚDO no WhatsApp