Início Internacional Trump suspende viagens da Europa aos EUA para restringir coronavírus

Trump suspende viagens da Europa aos EUA para restringir coronavírus

Suspensão valerá por 30 dias, exceto para o Reino Unido. A crise instalada pelo Covid-19 já fez dólar bater R$ 5

-

O presidente norte-americano Donald Trump anunciou, ontem (11), a suspensão de todas as viagens da Europa para os Estados Unidos durante 30 dias como forma de “proteger os americanos” do coronavírus. A suspensão passará a valer a partir de sexta-feira (13) à meia-noite, exceto para residentes permanentes do país e para o Reino Unido, que continuará tendo voos para os Estados Unidos.

A decisão acontece no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19. “Estamos respondendo com grande rapidez e profissionalismo [ao coronavírus]. As medida são fortes, mas necessárias para proteger a saúde e o bem-estar de todos os americanos,” disse Donald Trump.

Trump comparou a medida à restrição de voos imposta à China e ao Irã no início da crise do novo coronavírus. Segundo ele, a Europa errou ao não fazer o mesmo.

O Departamento de Segurança Nacional publicou uma nota explicando que a medida vale para estrangeiros que estiveram nos 26 países da Zona Schengen nos 14 dias anteriores à tentativa de retorno aos EUA. E desse modo, o Reino Unido, que tem 460 casos, não entra na medida, aponta o G1.

Donald Trump também disse que a crise do coronavírus não é financeira e pediu ao Congresso norte-americano a aprovação de reduções fiscais para amenizar eventuais perdas econômicas causadas pelo vírus. Mas enquanto isso, o dólar comercial disparou no Brasil e bateu a marca dos R$ 5,01 já na abertura dos pregões de hoje (12).

Esse é o novo recorde nominal intradia da cotação desde o início do Plano Real, conforme destaca a revista Veja. As bolsas de valores despencaram após o anúncio do presidente Trump e registraram quedas em faixas acima dos 5%.

FONTEG1
WhatsApp Receba as notícias do Relevante