Início Internacional Senador dos EUA acusa CNN de ser ligada ao Partido Comunista da...

Senador dos EUA acusa CNN de ser ligada ao Partido Comunista da China

Emissora deletou reportagem pela qual foi acusada de fazer “propaganda chinesa”

-

O senador republicano Ted Cruz, da cidade do Texas, acusou o repórter Jim Acosta, da emissora CNN, de ter ligações com o Partido Comunista da China. O jornalista publicou uma matéria em defesa do Exército Popular de Libertação chinês após críticas do presidente Donald Trump sobre as ações de combate à pandemia do coronavírus.

Depois de uma intensa reação, a reportagem foi modificada pela CNN para demonstrar ceticismo sobre as alegações da China. Porém, pelo Twitter, Acosta declarou que Trump estaria responsabilizado “bodes expiatórios” pela crise de covid-19 nos Estados Unidos.

“Bodes expiatórios culpados por Trump pela pandemia de coronavírus: Organização Mundial da Saúde, membros da mídia, democratas no Congresso, governadores (não ele próprio). Outros bodes expiatórios culpados por Trump: China, administração Obama”, escreveu o jornalista.

E em resposta o senador Ted Cruz afirmou que ele deveria realizar um trabalho jornalístico e “não propagandista do Partido Comunista Chinês (PCC).” Sobre as acusação contra Trump, Cruz declarou:

“Jim, qualquer ‘denúncia’ sobre isso é fraudulenta sem reconhecer a flagrante ‘passada de pano’ da OMS para o PCC.”

Donald Trump Jr. também se manifestou na rede social e escreveu: “Talvez seja hora de mudar o nome da CNN para Xi NN. É muito mais apropriado.”

WhatsApp Receba as notícias do Relevante