terça-feira, março 2, 2021
Início Internacional Joe Biden é o cavalo de tróia que esconde a real ameaça:...

Joe Biden é o cavalo de tróia que esconde a real ameaça: Kamala Harris

"Não se deixem enganar pela tentativa da mídia de apresentá-la como a moderada, a “fada sensata”, o “símbolo” de uma nova era… Eles estão engajados com o plano de fazer dela a sucessora de Joe Biden na Casa Branca", ressalta Pedro Delfino em artigo

-

- Advertisement -

Joe Biden está prestes a completar 78 anos. Sua idade avançada nos garante uma coisa: em caso de vitória, ele não tentará a reeleição em 2024 (pois terminaria seu segundo mandato com 86 anos). Por isso, Biden pretende ser um presidente de transição e preparar o país para o que está por vir; aquele tipo de presidente que marca a passagem de bastão entre duas eras. E é sobre essa “próxima era” que vamos falar hoje.  

Ela pode vir daqui a quatro anos, nas próximas eleições, ou até mesmo antes, caso surja algum problema de saúde em Biden. Mas o fato é que a nova era já tem um rosto e um nome definido para representá-la: Kamala Harris. Caso a vitória de Biden se confirme, os EUA terão — podem anotar! — a vice-presidente com maior participação e protagonismo na história de toda a política americana. Isso porque o Partido Democrata usará esses 4 anos a fim de preparar o caminho de Kamala até a Casa Branca. 

Ela é o trunfo do Partido. Ela é a verdadeira aposta da esquerda norte-americana. Joe Biden, apesar de ser o nome principal da chapa, é apenas o “Cavalo de Tróia” que eles precisavam para levar Kamala até Washington D.C. Joe é um político de carreira, está na política há mais de 50 anos, foi o braço-direito de Obama e tem um perfil que não incomodava muita gente, além dos conservadores mais antenados. Ele era o candidato ideal, portanto, para unir esquerdistas, centristas e indecisos na missão de tirar Donald Trump do poder. Já Kamala é inexperiente, não tem um nome consolidado na política como Joe Biden, é mulher, negra, ultra-progressista… Seria muita novidade junta para o povo assimilar. Seria revolucionário demais. Era preciso ir com calma. Assim, a chapa se formou, pensando em vencer HOJE, mas já com os olhos no amanhã…

Vejamos, então, quem é essa pessoa que pode assumir a Casa Branca a qualquer momento, caso Biden seja confirmado como Presidente:

1- Comecemos traçando o seu perfil ideológico para deixar tudo bem claro. Será que ela é progressista, moderada, socialista, comunista? A mídia diz que ela é moderada, mas a verdade está longe disso. O site Gov Track é uma ferramenta de consulta que analisa a atuação de todos os parlamentares americanos e os classifica numa lista, de acordo com um score específico que vai de 0 a 1. Quanto mais próximo de 1, mais “de direita” a pessoa é, quanto mais próximo de 0, mais “de esquerda”.

Kamala Harris ocupa, nesse ranking, nada menos do que a ÚLTIMA posição, atrás, inclusive, do comunista Bernie Sanders (que é o penúltimo). Ou seja, Kamala é a senadora mais esquerdista e mais radical entre todos!

2- Dito isso. Vejamos alguns exemplos que explicam bem esse radicalismo. Quando ainda era a Procuradora-geral da Califórnia, chegou ao conhecimento de Kamala o caso do jornalista investigativo, David Daleiden, que se disfarçou de representante abortista para filmar o que acontecia internamente nas convenções da Planned Parenthood. Com seu trabalho, David conseguiu fazer contato com alguns diretores da organização e os filmou negociando explicitamente a venda ilegal de partes do corpo de bebês abortados para empresas fazerem experimentos. Logo depois, David publicou esses videos no YouTube para expor a monstruosidade da organização.

Mas adivinhem qual foi a atitude de Kamala diante disso. Sim, ela processou o jornalista por falsidade ideológica e não se prestou a sequer iniciar as investigações contra a Planned Parenthood. Não é à toa que, quando Kamala se candidatou ao Senado, a organização abortista foi uma das suas principais doadoras de campanha.

3- Outro posicionamento extremista de Kamala é a simpatia para com o movimento Defund the Police (que pede o corte do financiamento da polícia por considerá-la uma instituição racista). Kamala evita fazer declarações explícitas sobre isso porque sabe que a sua posição não será bem recebida pela maioria do povo, mas, toda vez que é perguntada sobre a questão ela diz claramente que o investimento na polícia não é a coisa mais inteligente a se fazer e que, na sua visão, é preciso redirecionar esse dinheiro para políticas públicas de outras áreas. Ou seja, fica claro que ela é a favor do enfraquecimento da polícia para usar o dinheiro que é gasto com a organização em outras coisas. Embora ela não grite “Defund the Police!” abertamente, suas palavras já dizem tudo. 

4- Você seria favorável à proposta de dar aos presidiários o direito de votar? Imagine um assassino, um terrorista, um estuprador. Você acha que eles deveriam ser incluídos no processo democrático de escolha dos nossos representantes?

Bem, a Kamala acha! Perguntada por Don Lemon no programa CNN Tonight se “pessoas que são condenadas, na prisão, como o homem-bomba da maratona de Boston e pessoas que são condenadas por agressão sexual” deveriam votar, ela respondeu (após se apresentar como uma grande advogada do direito dos presidiários): “Eu acho que devemos ter essa conversa…”.

Além de tudo isso, Kamala Harris apoia o Green New Deal, milita em favor da descriminalização dos imigrantes ilegais e da garantia de assistência social gratuita (leia-se: paga com o dinheiro público) para todos eles. Enfim, ela é o tipo de pessoa que faz a gente preferir o Marcelo Freixo. Não se deixem enganar pela tentativa da mídia de apresentá-la como a moderada, a “fada sensata”, o “símbolo” de uma nova era… Eles estão engajados com o plano de fazer dela a sucessora de Joe Biden na Casa Branca e, para isso, precisam exaltar a sua figura com a mesma intensidade de distorções que usaram para demonizar a de Donald Trump.

Pedro Delfino é especialista em História da Civilização Ocidental e História da Igreja Católica; autor do livro Mentalidade Atrasada, Nação Fracassada (que aborda temas como História, Filosofia e Política); do Curso de História Geral da Civilização Ocidental, do Curso de Excelência Catholica, do livro Via Sancta e é co-Fundador do Movimento Brasil Conservador.
contato
Instagram @phdelfino
E-mail: contato@phdelfino.com

Fontes:

1) https://www.govtrack.us/congress/members/report-cards/2019/senate/ideology

2) https://www.youtube.com/watch?v=fMjtYHakXxM

3) https://www.youtube.com/watch?v=3OWiRuJgtVE

4) https://www.huffpostbrasil.com/entry/kamala-harris-felons-vote_n_5cbe7e81e4b00b3e70ce4984?ri18n=true

5) https://www.bbc.com/news/election-us-2020-53770654

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

WhatsApp Receba as notícias do Relevante