Tecnologia é apontada como área de maior projeção profissional, diz Senai

Daqui a cinco anos, a demanda por profissionais qualificados deverá criar vagas de trabalho

Reprodução/Agência Brasil

Levantamento feito pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) mostra que as profissões ligadas à tecnologia estarão entre as mais promissoras, pelo menos nos próximos cinco anos.

No período, ocupações que têm a tecnologia como base não só motivarão a abertura de novos postos de trabalho, como exigirão a requalificação de parte da mão de obra hoje disponível.

Segundo o mapa da pesquisa, há indicações que até 2023, o Brasil terá que qualificar 10,5 milhões de trabalhadores em ocupações industriais, que precisarão estar de acordo com as mudanças tecnológicas e à automação dos processos de produção.

Além dos condutores de processos robotizados, as maiores taxas de crescimento do nível de ocupação deverão ocorrer entre pesquisadores de engenharia e tecnologia (aumento de 17,9%); engenheiros de controle e automação, engenheiros mecatrônicos e afins (14,2%).

O Mapa do Trabalho Industrial é elaborado a partir de cenários sobre o comportamento da economia brasileira e dos seus setores.

com informações Agência Brasil