Indústria brasileira precisará investir em inovação, aponta pesquisa da CNI

Para líderes de indústrias, atividades de inovação representam mais de 20% do faturamento de suas empresas

34
Reprodução/Nubica

Em tempos em que as atenções estão voltadas para o crescimento econômico e para o mercado de trabalho, investir em inovação na indústria brasileira é essencial para a sobrevivência dos negócios no país. Pelo menos é o que indica pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI).

De acordo com o levantamento, um a cada três empresários defende que a indústria brasileira precisa avançar na inovação nos próximos cinco anos. Fator que, segundo indicado pela CNI, deve garantir a sustentabilidade dos negócios em curto e longo prazos.

“Diante de uma nova revolução industrial, a inovação ocupa papel primordial, mais importante do que nunca. No limite, nossa capacidade de inovar é que determinará quem fica com as portas abertas e quem vai desaparecer nesse ambiente de crescente pressão tecnológica e de sofisticação de mercado”, afirma o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, como aponta também publicação da Época Negócios.

Outro cenário apontado pelo estudo considera que a mão de obra é pouco preparada para inovar. Para reverter essa realidade, os empresários entrevistados na pesquisa acreditam que o barateamento do financiamento à pesquisa e desenvolvimento é uma das opções. Além da desburocratização de processos e o investimento em pesquisa, inovação e tecnologia.

A CNI entrevistou, durante abril e maio, 100 líderes empresariais que avaliaram a inovação da indústria do Brasil.

com informações Época Negócios*