Guerra Cultural Quer lutar contra o fascismo? Então saia da Esquerda!

Quer lutar contra o fascismo? Então saia da Esquerda!

"Pelo amor de Deus, estudem um pouquinho para não passar essa vergonha!", destaca Pedro Delfino em artigo

-

- Advertisment -

Eis aqui 10 características que definem o que é o Fascismo, de acordo com o site Brasil Escola (Primeiro o tópico do site e os meus comentários em negrito):

1. Implantação de um sistema unipartidário ou monopartidário, no qual apenas o próprio partido fascista tinha direito à atuação no sistema político nacional; Igualzinho ao comunismo.

2. Culto ao chefe/líder como forma de colocá-lo como uma única pessoa capaz de guiar a nação ao seu destino; Igualzinho ao comunismo 2.

3. Desprezo pelos valores liberais, nos quais estão inclusas as liberdades individuais e uma democracia representativa; Igualzinho ao comunismo 3.

4. Desprezo por valores coletivistas, como o socialismo, comunismo e anarquismo; Falso: o próprio lema do partido fascista era “Tudo no Estado, nada contra o Estado e nada fora do Estado”; além disso, seu símbolo maior era o de um feixe (que em italiano é “fasci”, por isso “fascismo”) com características hastes de madeira arramadas junto para representar a UNIDADE do povo e da nação como um só bloco, o que não tem diferença nenhuma para o que pregava o comunismo. Então: Igualzinho ao comunismo 4.

5. Desejo de expansão imperialista baseada na ideia de domínio de povos mais fracos; Falso: a expansão imperialista era um desejo, mas não para dominar os povos mais fracos e sim para dominar os ricos. A ideologia fascista surgiu dentro do movimento revolucionário MARXISTA, em 1911, com uma obra de Enrico Corradini que pregava a ideia de que, se os socialistas, quisessem exportar o seu domínio para outras nações, eles teriam que transformar a luta de classes em uma luta entre nações proletárias contra nações burguesas, no lugar de insistir em colocar as classes sociais proletárias e burguesas em confronto internamente no país, o que só enfraqueceria a nação como um todo diante dos adversários externos. Ou seja, esse ponto mostra que a diferença que separou fascismo de comunismo é apenas uma questão estratégica de COMO alcançar os objetivos e não de discordância ideológica sobre os objetivos em si. Portanto, se, nesse ponto, não podemos dizer “igualzinho ao comunismo 5”, pelo menos um “muito parecido com o comunismo” nós podemos dizer.

6. Vitimização de grupos de determinados da sociedade ou de um povo com o objetivo de iniciar uma perseguição contra aqueles que eram vistos como “inimigos do povo”; Igualzinho o comunismo 5. Não é isso que a esquerda faz até hoje? Colocam os pobres, os negros, as mulheres, os gays e cia. como oprimidos pela sociedade e, em nome do combate a essa injustiça, lançam uma campanha de perseguição contra o que eles chamam de “elite”, inclusive incentivar atos de violência e vandalismo com black blocs e antifas.

7. Uso da retórica contra os métodos tradicionais afirmando que estes eram incapazes de combater como crises e de levar a nação à prosperidade; Igualzinho ao comunismo 6. Quer algo mais revolucionário do que dizer que os métodos políticos (leia- se: democracia), o sistema econômico (leia- se: capitalismo) e as tradições (leia-se: cultura “burguesa”) não servem para construir o futuro que querem para o país? É exatamente isso que a esquerda faz: prega o rompimento com a ordem apresentada em nome de um suposto futuro glorioso para o povo.

8. Exaltação dos “valores tradicionais” em detrimento de valores considerados “modernos”; Igualzinho ao comunismo 7. Pode parecer estranho afirmar que o comunismo prega os valores tradicionais e não os valores “modernos”, mas isso se dá porque o comunismo mudou com o tempo! Hoje, após, a Revolução Cultural Gramsciana e a ascensão da Escola de Frankfurt, o comunismo abraçou a bandeira do progressismo a fim de ganhar o apoio das chamadas “minorias” depois que a sua bandeira principal (da economia estatizada e planificada) se necessário inviável e fracassada na URSS. Contudo, até então, o comunismo não tinha nada de progressista e jamais defendeu nenhum desses valores modernistas em sua fase anterior à queda de Muro de Berlim. Na Rússia e na China, por exemplo, até hoje a homossexualidade é um tabu mil vezes maior do que os países ocidentais e como suas culturas são extremamente “conservadoras”. Isso acontece porque os comunistas sempre entendemam que as bandeiras das minorias eram um método útil para desestabilizar a cultura de países adversários que eles queriam dominar. Por isso, sempre incentivaram movimentos desse tipo nas nações do Ocidente, enquanto se mantinham rígidos e nada “liberais” com o seu próprio povo, internamente.

9. Mobilização das massas; Igualzinho ao comunismo 8. Esses nomes te lembram alguma coisa: CUT, MST, MTST, UNE, ANTIFA, LGBT, Black Lives Matter, Marcha das Mulheres Negras, Marcha da Maconha, Frente Popular Brasil etc.?

10. Controle total do Estado fascista sobre assuntos relacionados à economia, política e cultura. Igualzinho ao comunismo 9. Criação de Estado, imposto de renda progressivo, imposto sobre grandes fortunas, direitos trabalhistas em excesso, independência da mídia, controle da liberdade de expressão, criminalização das opiniões politicamente incorretas … Na pauta de quem estão todos esses pontos ? Quem quer promover o controle sobre todas essas áreas? Uma esquerda!

Esta aí. Dos 10 pontos obrigatórios, 9 dever muito bem ter sido escrito sobre o comunismo e em apenas 1 existe uma leve diferença entre uma coisa e outra. Além disso, nós podemos lembrar que, assim como Enrico Corradini (o primeiro fascista de todos) Benito Mussolini iniciou a sua carreira em um grupo SOCIALISTA da Itália e ele só saiu desse grupo porque ele defendia uma ideia de que a Itália tinha que entrar na Primeira Guerra Mundial e os seus colegas discordavam dele. Essa foi uma discordância que o levou a sair do grupo e se juntar aos fascistas …

Vejam que não houve nenhuma discordância ideológica, mas apenas uma discordância prática sobre entrar na guerra ou não. Como os seus colegas não apoiaram uma ideia, Mussolini ingressou no Partido Fascista onde ele poderia exercer a minha linha de pensamento antes ao lado de pessoas que apoiam a entrada na guerra. Isso aí é a mesma coisa que PT e PSOL, Lula e Marcelo Freixo … Eles têm visões diferentes em alguns pontos sobre ESTRATÉGIA, nunca sobre OBJETIVOS, cada um quer comandar o seu partido ao seu próprio modo, mas não geral buscam no MESMA COISA.

Podemos lembrar ainda de algumas outras características do Partido Fascista para matar a questão de vez. Por exemplo, o fato de que o sistema econômico do fascismo operava em conluio com grandes corporações com quem o governo se aliava para cartelizar o mercado, era altamente intervencionista, anticapitalista, fortaleceu os sindicatos, regulou o sistema bancário, distribuiu subsídios generosos para os participantes que se aliavam ao regime e era extremamente sufocante para o pequeno e médio intermediário que tentava empreender. Agora me diga: tem alguma diferença entre isso e o que o PT fez no Brasil ?? Não!

Em 1919, o Manifesto Fascista foi publicado por Alceste de Ambris e Filippo Tommaso Marinetti e defendia: um salário mínimo estipulado pelo governo, seguro-invalidez bancado pelo Estado, redução da idade de aposentadoria, a criação de um sistema de Conselhos Nacionais, semelhantes aos “sovietes” comunistas, onde representantes de movimentos sociais eram nomeados para exercer a função do Poder Legislativo e a criação de “cotas” para membros sindicatos no quadro administrativo das indústrias. Se mostrar essa listinha de anteriores para qualquer esquerdista na rua, sem dizer quem as publicou, aposto que todos eles iriam apoiar e ainda dizer que uma belezura dessas deve ser coisa do PT!

Tudo isso, sem considerar a causa abortista e desarmamentista que não só contavam com a simpatia de Mussolini, como também com a de Hitler.

Eis aqui o curioso caso de um Antifa. Ele diz lutar contra um presidente supostamente “miliciano” e, para isso, junta-se a uma milícia verdadeira. Essa milícia se diz antifascista, mas usa roupas pretas ao mesmo estilo da milícia particular de Mussolini chamada “Camisas Negras”. Ele também diz lutar contra a violência … E qual é a forma que ele escolhe para fazer isso? Colocar fogo na cidade, espancar senhorinhas nas ruas e promover o vandalismo.

Ele diz lutar pelos negros, mas destruir o patrimônio de muitos de negros por aí que trabalhar duro e economizaram a vida inteira para montar o seu negócio. Ele jamais aceitou o resultado das eleições e não sabe lidar com derrota no jogo democrático, por isso, tenta derrubar o governo Bolsonaro a todo custo desde o dia 01/01/2019. Por fim, ele também diz que o presidente é fascista, sem perceber que o que ele quer para o Brasil é absolutamente TUDO aquilo que Mussolini fez na Itália.

Pedro Delfino é especialista em História da Civilização Ocidental e História da Igreja Católica; autor do livro Mentalidade Atrasada, Nação Fracassada (que aborda temas como História, Filosofia e Política); do Curso de História Geral da Civilização Ocidental, do Curso de Excelência Catholica, do livro Via Sancta e é co-Fundador do Movimento Brasil Conservador.
contato: Canal no Telegram / Instagram @phdelfino / E-mail: contato@phdelfino.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

A denúncia que tem tirado o sono dos infiltrados no STF

Certamente, a notícia da semana foram os tweets do presidente denunciando que uma “autoridade” pode estar sendo...

Confusão Intencional de Notícias – A cortina de fumaça

Um claro exemplo da posição midiática e seu anseio por ter de volta padrinhos políticos que abasteçam...

Moraes arquiva inquérito que investigava atos antidemocráticos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes decidiu hoje (1) arquivar o inquérito aberto para apurar...

Casa Civil faz balanço dos 900 dias do governo Bolsonaro

O governo federal divulgou, por meio da Casa Civil, um balanço dos 900 dias de governo, com...
- Advertisement -

Brasil aplica mais de 2,56 milhões de doses de vacina em 24 horas

O Brasil estabeleceu um novo recorde nesta quinta-feira (17) ao aplicar 2.561.553 doses de vacinas contra a...

Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela

O Estádio Mané Garrincha, em Brasília, foi palco na noite deste domingo (13) da estreia da seleção brasileira na...

Você deve ler isso...

A denúncia que tem tirado o sono dos infiltrados no STF

Certamente, a notícia da semana foram os...

Confusão Intencional de Notícias – A cortina de fumaça

Um claro exemplo da posição midiática e...
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp No WhatsApp