Comportamento Feminismo e a esterilização cultural

Feminismo e a esterilização cultural

"Mentes alienadas, corpos inférteis", revela Juliana Feron em novo artigo

-

- Advertisment -

Estamos vivendo um tipo de esterilização conceituada como cultural, ou seja, o indivíduo não precisa mais se submeter a uma cirurgia que vai deixá-lo estéril, nem tampouco as mulheres precisam mais recorrer a métodos contraceptivos para não ter filhos.

Ao invés disso, as pessoas (mulheres alienadas pelo feminismo) já estão convencidas a não casar, a não ter filhos, a não se submeter a um casamento, a ter uma vida amorosa alicerçada na promiscuidade, a desfrutar da perversão e mais, se nada disso funcionar, pode assassinar seu filho indesejado (aborto).

Trata-se do mais sofisticado projeto de implantar a esterilização mental em nossa sociedade, convencendo homens e mulheres da desgraça opressora da vida em família.

Agora a mulher não precisa mais se submeter ao homem (mas está submetida às ideologias e ao estado) não precisa se sacrificar cuidando da prole, mas pode entregá-los à tribo (para serem deseducados) enquanto passam 14 horas competindo com homens no mercado de trabalho e enquanto desfrutam de sua sonhada (pseudo) liberdade sexual.

Sustentou-se de que a maternidade era escravidão (Betty Friedan), que mães não deveriam ser autorizadas a criar seus filhos (Beauvoir), que casamento e maternidade eram horríveis (Sanger), que homens eram opressores, a fim de colocar a mulher em guerra com os homens e com sua própria natureza: a de gerar.

A família passou a ser vista como uma ameaça à Revolução, pois enquanto houvesse casas sendo governada por homens e mães se dedicando em criar os filhos haveria, como defendeu Firestone: a “psicologia do poder masculino”.

Tragicamente, a mulher acreditou. Parece que desde Eva, somos inclinadas a acreditar no engano.

Juliana Ferron, Escritora, Palestrante, líder do Farol na Família Ministério de Sexualidade, Graduada em Marketing, Teologia Ministerial e Psicanálise, Pós graduada em Teoria Psicanalítica, Graduanda em Psicologia. Autora do livro Cansei de ser gay e co-autora de Jesus sou Gay e agora?
ContatoYoutube | Instagram | Linktr.ee

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

O Agro Tecnocrático da Nova Ordem Mundial

A tecnocracia é um sistema que elimina a liberdade individual sob o preceito de se obter mais eficiência econômica, eficiência na administração burocrática do Estado (administração executada por servidores públicos) e na eficiência de melhor gerir e conservar o meio ambiente.

“Quem não vive para servir, não serve para viver.” Mahatma Gandhi

João Carvalho: Todo homem deve ser cada vez mais útil à medida que alcança maior conhecimento. Saber usar a própria inteligência e a inteligência de terceiros é mais educado e inteligente do que diversos homens cheios de conhecimentos, porém não sabem empregá-los para nada.

Direita X Esquerda: onde entra a guilhotina nessa história?

Até hoje muitos se perguntam de onde vem essa denominação de direita e esquerda. Poucos sabem que...

Nova pandemia mundial – Os excessos de mortalidade. Quando poderemos falar sobre isso?

Na maioria dos países do mundo uma crescente onda de excesso de mortalidade tem surpreendido “especialistas”, após...
- Advertisement -

De Onde Vem o Poder?

Há no Brasil um erro de pensamento de achar que tudo o que ocorre na política não...

O Servidor Covarde

O Mossad, no ano de 1960, capturou o servidor público alemão Adolf Eichmann na Argentina. Brevemente, quem...

Você deve ler isso...

O Agro Tecnocrático da Nova Ordem Mundial

A tecnocracia é um sistema que elimina a liberdade individual sob o preceito de se obter mais eficiência econômica, eficiência na administração burocrática do Estado (administração executada por servidores públicos) e na eficiência de melhor gerir e conservar o meio ambiente.

“Quem não vive para servir, não serve para viver.” Mahatma Gandhi

João Carvalho: Todo homem deve ser cada vez mais útil à medida que alcança maior conhecimento. Saber usar a própria inteligência e a inteligência de terceiros é mais educado e inteligente do que diversos homens cheios de conhecimentos, porém não sabem empregá-los para nada.
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp Receba o nosso CONTEÚDO no WhatsApp