Início Espiritualidade Romênia institui o Dia Nacional de combate à violência contra os cristãos

Romênia institui o Dia Nacional de combate à violência contra os cristãos

A nova lei busca conscientizar sobre a importância do cristianismo e lutar contra a perseguição global

-

O governo da Romênia institui o Dia Nacional de Conscientização da Violência contra os Cristãos. Em sua primeira celebração em homenagem aos romenos que sofrem com perseguição religiosas, no último domingo (16), as construções mais importantes do país, inclusive o Parlamento em Bucareste, foram iluminadas em vermelho.

O deputado Daniel Gheorghe foi o autor da proposta aprovada em junho. Segundo Daniel, a intenção é evidenciar a importância do cristianismo na história da Romênia. Além de buscar aumentar a conscientização sobre a atual perseguição global anticristã, defende a liberdade religiosa como um direito fundamental de todos.

“É para nós uma oportunidade de nos tornarmos mais conscientes da violência de hoje contra os cristãos, que hoje assume diferentes formas, desde a cristofobia das novas ideologias às execuções filmadas daqueles cuja única culpa é ser cristão”, disse deputado.

Intolerância religiosa

Liviu-Petru, embaixador romeno junto à Santa Sé, aponta que a Romênia chega a ser um país tolerante em comparação com outras nações. “Trata-se, de fato, de uma condição privilegiada que nem todos os países possuem. Para percebê-la, basta ler sobre a crescente violência contra os cristãos pelo mundo”, disse em entrevista ao Rome Reports.

Segundo relatório de 2019 do governo do Reino Unido, os cristãos são o grupo religioso mais perseguido do mundo. “Neste contexto, o Patriarcado Romeno defende a recuperação da memória do martírio cristão. E pela proteção e promoção da liberdade religiosa como um direito fundamental de toda pessoa humana”, destaca o documento.

FONTEGuia Me
WhatsApp Receba as notícias do Relevante