Brasil e Paraguai assinam acordo de livre comércio automotivo

Com o acordo, as peças e os veículos vendidos pelos dois países terão tarifas de até 2% ou zeradas

82
Reprodução/Automotive

Nesta semana, o Brasil e o Paraguai assinaram acordo de livre comércio automotivo. Com o acordo, as peças e os veículos vendidos pelos dois países terão tarifas de até 2% ou zeradas. O presidente da República, Jair Bolsonaro, destacou que a medida vai fomentar a produção e a geração de emprego.

O acordo havia sido estabelecido em dezembro de 2019, na reunião de Cúpula do Mercosul, em Bento Gonçalves.

Em sua conta oficial do Twitter, Bolsonaro falou sobre o acordo entre os dois países. “O comércio de produtos automotivos entre Brasil e Paraguai tem crescido. Em 2019, a corrente de comércio somou US$ 650 milhões, com exportações no valor de US$ 415 milhões e importações no valor de US$ 235 milhões, o que resultou em superávit de US$ 180 milhões para o Brasil.”

Acordo

Segundo noticiado pela Agência Brasil, “os produtos automotivos paraguaios, peças e veículos, terão livre comércio imediato no Brasil. Os produtos brasileiros, no entanto, serão taxados em até 2% no Paraguai.”

A projeção é de que as tarifas caiam gradualmente “por meio da aplicação de margens de preferências, até a liberação total do comércio no fim de 2022.”