domingo, janeiro 17, 2021
Início Economia Bolsonaro não pretende e não pode intervir na Petrobrás

Bolsonaro não pretende e não pode intervir na Petrobrás

-

- Advertisement -

Em reunião com ministros realizada ontem (16), o presidente Bolsonaro declarou que não pretende e não pode intervir nos preços praticados pela Petrobrás. A afirmação foi confirmada por meio do porta-voz da presidência, Otávio Rêgo Barros que confirmou que o presidente não pode interferir nos preços da estatal por questões legais e políticas.

Ainda segundo o porta-voz, diante de ameaças do setor de transporte de carga de uma nova paralisação, o governo estuda medidas para atender o segmento, que vai além do impacto do preço do diesel.

A categoria reivindica questões como piso mínimo para tabelamento do frete, pontos de parada e descanso, transporte de cargas perigosas, fiscalização do piso, infrações, marco regulatório do transporte de cargas, renovação e manutenção da frota, aposentadoria, cooperativismo, condições das rodovias e segurança.

O Ministro Paulo Guedes alertou que um eventual congelamento de preços colocaria em risco os futuros leilões de gás e petróleo, inclusive do excedente de barris da camada pré-sal.

“O que está claro é que tem uma dimensão econômica a ser respeitada para não colocar em risco nossos leilões”, afirmou Guedes em coletiva à imprensa nesta terça-feira.

Com informações Agência Brasil*

WhatsApp Receba as notícias do Relevante