Política Das urnas para as ruas: As últimas 72h na...

Das urnas para as ruas: As últimas 72h na República

Pedro Delfino: Um dossiê completo de tudo que aconteceu desde 30 de outubro. As dúvidas levantadas por parte da população sobre a apuração das urnas até as manifestações com milhões de patriotas nas ruas do Brasil

-

- Advertisment -

Apuração das urnas:

Nos primeiros 5% das urnas apuradas Bolsonaro disparou na frente. Estava 56% x 44%. De lá para cá, Bolsonaro caiu de forma linear a cada atualização e o Lula aumentou de forma linear a cada atualização. Foi um padrão muito estranho e bem improvável.

Últimos 10%… e segue as linhas lineares

Vejam isso!

A mesma e idêntica progressão linear que resultou na virada do primeiro turno acontecendo agora de novo.

Neste momento a disputa estava praticamente definida

Bolsonaro esteve em reunião com o alto comando das Forças Armadas. Caminhoneiros se mobilizam por todo o Brasil para travar as estradas e parar o país. A sua recusa em se pronunciar sobre o resultado sinalizou que ele estava a espera de algo.

Como visto no gráfico abaixo, as linhas pontilhadas são do Primeiro Turno e as normais são do Segundo. Percebam como elas são IDÊNTICAS.

Inclusive, as duas viradas ocorreram NO MESMO INSTANTE. Ambas aos 70%. Coincidência?? É muito mais razoável acreditar que algo assim só pode acontecer com uma manipulação do que sendo fruto do acaso.

Aliás, para quem não lembra de 2014. Vejam o gráfico que elegeu a Dilma:

Uma disparada inicial da linha azul (igual 2022), seguido por uma queda vertiginosa (igual 2022) que permanece até a virada (igual 2022) e, logo após o PT passar na frente, as linhas se estabilizam de maneira mágica e seguem retilíneas sem nenhuma oscilação até o final das apurações.

Voltando para 2022, vejam esse momento no mínimo curioso da apuração:

Aos 57,57% das urnas apuradas, os candidatos tinham uma diferença de exatos 200 mil votos:
34.075.731 x 33.875.731

Qual a chance disso acontecer sem um algoritmo que esteja predeterminando o número de votos a partir de uma subida e descida proporcional dos candidatos?

Outro fato muito estranho:

50% das urnas: 50,3% × 49,7% = diferença de 0,6.
60% das urnas: 50,1%x 49,9%= diferença de 0,2.
70% das urnas: 49,9% x 50,1% = diferença de -0,2
80% das urnas: 49,68% x 50,32% = diferença de -0,6
90% das urnas: 49,47% × 50,53% = diferença de – 1,06

Perceberam? A cada 10% de urnas apuradas, a diferença entre os dois caía exatos 0,4%!
Foi tudo muito perfeitinho, parece até programado.

Percebam ainda que, no momento da virada, aconteceu uma inversão perfeita de percentuais:

60% das urnas: 50,1% x 49,9%=
diferença de 0,2

70% das urnas: 49,9% x 50,1% =
diferença de -0,2

50,1 × 49,9
49,9 × 50,1

E como se não bastassem as lamentáveis coincidências já apresentadas, é bom lembrar ainda que a eleição fajuta e fraudada na Venezuela de 2013 que desembocou em toda a crise humanitária que vimos nos últimos anos terminou de forma bem parecida com a nossa aqui.

Na Venezuela, Hugo Chavez saiu da cadeia para assumir a presidência.
Na Nicarágua, Daniel Ortega saiu da cadeia para assumir a presidência.
E agora no Brasil, Lula sai da cadeia para assumir a presidência.

Vejam o gráfico da eleição americana de 2016, que elegeu Donald Trump. Esse é o gráfico de uma eleição claramente limpa. As linhas oscilam, os candidatos aumentam e diminuem a diferença entre eles…
Parece um monitor cardíaco.

As linhas da eleição aqui no Brasil, no entanto, são perfeitas, retas, constantes e lineares. Não há oscilação, não há curva. Há apenas a retidão de uma evolução programada pela progressão algorítmica.
Se uma pessoa olha para isso e NO MÍNIMO não para pra pensar que alguma coisa estranha tem e que é preciso que se apure, então ela está abdicando do seu direito constitucional de ter uma eleição LIMPA e demonstrando não dar a menor bola para a democracia.

Se o Brasil adotasse o sistema das eleições americanas, dando peso proporcional à representatividade de cada estado, o resultado seria esse:

Lembrem-se:

TODOS
os países comunistas possuem eleições. Elas servem para dar um AR de democracia, para
FINGIR que o povo está escolhendo alguma coisa quando na verdade o resultado já está programado.
Se não fosse assim, vocês acham que essas ditaduras realizariam eleições para quê? Para dar a chance da oposição ganhar?

Esqueceram da fala do Ministro Barroso que disse que:

“eleição não se vence, se toma”??

Luis Roberto Barroso (Ministro do STF)

Um ministro do STF disse isso e vocês acham NORMAL???

O José Dirceu também já declarou abertamente:


“VAMOS TOMAR O PODER, o que é diferente de ganhar a eleição”.

Zé Dirceu

Eles estão anunciando a fraude na cara dura e vocês ainda duvidam que possa ter acontecido??

Ou o que é pior:

Até acham que pode ter acontecido a fraude, mas estão entregando os pontos assim para esses BANDIDOS saírem ilesos depois de tudo o que fizeram..
Eles estão rindo da nossa cara nesse momento. Os presídios estão em festa!

Você vai aceitar??

TEMOS TUDO na mão para consertar o país em 5 minutos: as Forças Armadas ao nosso lado, incontáveis indícios de fraude nas urnas além das JÁ PROVADAS fraudes na campanha eleitoral relacionadas às inserções de rádio. Isso é mais que suficiente para justificar uma intervenção.

Essa é uma oportunidade de OURO não só para retomar o poder, como expor a roubalheira e colocar vários criminosos na cadeia de uma só vez.

Acontecendo isso, em breve estaremos dizendo que foi muito melhor ter perdido com a fraude para que tudo isso viesse à tona, do que ganhado e varrido a poeira para baixo do tapete…

Se numa luta de boxe um boxeador entra no ringue com os braços amarrados para trás e toma um nocaute, você não pode olhar para isso, dizer que foi uma disputa justa e que a plateia está obrigada a reconhecer o resultado.

Ora, não basta ter eleição para que haja democracia. É preciso que seja uma disputa LIMPA com os dois candidatos em igualdade de condições.

Quem se opõe ao que está acontecendo com o país é quem verdadeiramente está lutando pela democracia e quem aceita o ROUBO passivamente é quem verdadeiramente está endossando uma tirania com fachada de democracia como há em todas as ditaduras do mundo que realizam eleições de cartas marcadas.

Redação da Globo na hora do resultado: sensação de dever cumprido reinando

Quando a imprensa de um país reage ASSIM a uma eleição, não podemos dizer que a eleição foi limpa.

Para quem está achando que a boa votação que a direita teve na Câmara e no Senado vai servir de alguma coisa, eu repito o que já disse aqui muitas vezes:

  • Tivemos uma votação expressiva mas sozinhos não temos maioria. Para isso, ainda precisaríamos do apoio do Centrão.
  • O Centrão historicamente se alia a quem está no poder e não será diferente dessa vez. Em 5 minutos eles estarão ao lado do Lula. Podem anotar aí.

Isso quer dizer que: o PT terá o controle do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.
Poder total para fazer o que bem entender.

Paralisação de caminhoneiros nas estradas

A paralisação só cresce!

Não deu nem 24h da “eleição” do larápio e a imprensa já passou a chamar o Orçamento Secreto pelo seu nome técnico, “emenda do relator”

Não se iludam. Eles vão pintar o caos com as cores do arco íris daqui para a frente para fingir que está tudo uma maravilha..

A CNN está noticiando os mais cotados para assumir algumas pastas no eventual governo Lula

Que time tenebroso!

Lembremos que o Lula “venceu” a eleição sem anunciar um único ministro nem detalhar uma unica proposta. Segundo o próprio, fez isso justamente para não perder votos pois queria aglutinar a frente mais ampla possível contra o Bolsonaro.

Moral da história: caso ele de fato assuma, seus eleitores não (poderão reclamar de nada, afinal, deram ao maior ladrão da história do Brasil um grande cheque em branco.

Sabemos bem que tudo o que os militares MENOS querem nessa vida é ter que realizar uma nova intervenção, para que a imprensa e a opinião pública não colem neles um segundo rótulo de golpista, do qual eles não conseguiram se desvencilhar até hoje em função do longínquo 64.

Por isso, eu sempre disse: eles farão de tudo para não ir por esse caminho e tentarão dissuadir o Bolsonaro todas as vezes que ele cogitá-lo. Sem o apoio das FFAA, então, ele nada poderá fazer nesse sentido.

Por outro lado, nunca tivemos uma situação extrema como a de agora. Em todas as outras vezes que a temperatura subiu para níveis críticos, sempre havia uma perspectiva, uma outra maneira, uma esperança, um dia seguinte… Agora não. Se as FFAA se recusarem a agir, não terão uma nova chance.

É agora ou NUNCA. Até porque, agora, nunca tivemos uma situação tão favorável para fazê-lo COM BASE NA LEI.

Diante dessa situação única e diferente de tudo o que se passou, será que eles terão uma postura diferente? É o que temos que esperar para ver. Quando o Bolsonaro finalmente se pronunciar, saberemos mais sobre as FFAA do que sobre ele: saberemos se elas tiveram a coragem de expor a fraude, bancar o presidente e defender o povo ou preferiram entregar a cabeça da democracia numa bandeja para o inimigo para salvar a sua própria imagem de “defensora da democracia” aos olhos dos seus maiores algozes.

Augusto Nunes, Guilherme Fiuza e Caio Coppolla são demitidos da Jovem Pan News

Não demorou nada. No dia seguinte ao resultado das eleições, a Jovem Pan, a única emissora que TENTOU fazer um jornalismo equilibrado, dividindo a bancada entre esquerdistas e direitistas, já se rendeu e está se adequando ao novo sistema.
Caio Copola, Augusto Nunes e Guilherme Fiuza foram demitidos da emissora. Vão vendo…

Art. 142 da Constituição Federal

“As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela
Aeronáutica, são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República, e destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem.”

Quem disser que é inconstitucional o Presidente convocar as FFAA para garantir o cumprimento da lei e salvaguardar os poderes constitucionais está desinformado ou querendo boicotar o único caminho que pode salvar a democracia brasileira neste momento.

Não tem nenhuma linha nesse artigo ou nos seguintes que restrinia o seu uso em tempos de eleição nem nada do tipo.

O texto apenas prevê de forma muito clara que: garantir a lei, a ordem e os poderes constitucionais é uma das atribuições das Forças Armadas, não apenas destinando-se à defesa da Pátria e do território em caso de guerra. E, se está previsto na CF, logicamente pode ser usada.
Porém, o que não se explica no texto, deixando em aberto, é em quais circunstâncias mais especificamente se justificaria a convocação das Forças Armadas e como se daria essa intervenção?

Bom, para responder essa questão vou recorrer ao maior jurista brasileiro da atualidade, Ives Gandra Martins, que esclareceu em artigo publicado na Revista Consultor Jurídico ( em 27/08/2021).

Disse ele que:

se houvesse um conflito entre o Poder Executivo e qualquer um dos outros poderes com claro ferimento da Lei Maior, sem outro remédio constitucional, o presidente não poderia comandar as Forças Armadas na solução da questão, se fosse o poder solicitante e, pois, parte do problema. Nessa hipótese, caberia aos comandantes da Três Armas a reposição da lei e da ordem“. E concluiu, dizendo que: “a reposição da lei e da ordem seria pontual, isto é, naquele ponto rompido, sem que as instituições democráticas fossem abaladas.

Agora, analisem comigo alguns pontos interessantes que podemos extrair das palavras do jurista:

  1. Elas confirmam que a intervenção militar é, sim, uma possibilidade constitucional e que pode ser invocada em determinados casos para garantir a lei, a ordem e o equilíbrio entre os poderes, sem que isso represente um ataque à democracia. Muito pelo contrário, ela existe como um dispositivo constitucional justamente para remediar situações em que a democracia esteja em perigo.
  2. Por assim ser, os líderes de cada um dos poderes da República (Executivo, Legislativo e Judiciário) podem convocar, mas não possuem a prerrogativa de comandar a intervenção, ficando a critério das Três
    Armas nas circunstâncias em que a necessidade da intervenção se der por um conflito entre os Poderes, uma vez que, se a intenção do dispositivo é restaurar o equilíbrio perdido, não é prudente dar a um dos três poderes (que está inserido no conflito) o poder de consertar o conflito, pois isso pode vir a causar uma distorção ainda maior e fazer com que um deles subjugue os outros dois.

    Por isso, após a convocação, como diz no texto constitucional, “por iniciativa de qualquer destes (poderes)”, as
    FFAA entram em cena e resolvem o problema pontualmente, sem assumir o poder efetivamente ou instituir um governo militar.

Dito tudo isso, entendemos melhor que torcer pela intervenção não é um ato antidemocrático, revolucionário ou absurdo, e que não temos por que nos envergonhar disso e nem deixar com que a oposição nos intimide com rótulos distorcidos. É lógico que surgirão, em momentos assim, muitas e muitas teorias contrárias dizendo que não pode, que não se aplica, que isso e aquilo.

É óbvio. O sistema naturalmente tentará afastar qualquer possibilidade disso porque sabe que isso representaria o fim da linha para ele.

Afinal, se tem alguém empurrando o país cada vez mais para este destino inescapável são ELES, que não param de rasgar a constituição e de minar a democracia, de promover a censura…
Se a “garantia da lei e da ordem” não puder ser usada num momento assim, em que nós tivemos uma eleição claramente FRAUDADA, quando será possível usá-la? Nunca, então? Se é assim, o artigo 142 se torna inútil.

Se o Bolsonaro fosse mesmo um aspirante a ditador, ele já teria dado um bico nas formalidades há muito tempo, em momentos passados em que as tramas dos seus opositores conseguiram levá-lo quase à beira do impeachment. Mas não. Ele resistiu, pagando até mesmo o preço de ser chamado de omisso e inoperante pelo seu próprio eleitorado, justamente porque ele quis dar todas as chances possíveis para que o país não precise passar por uma intervenção.

No entanto, parece que a estratégia da oposição é exatamente essa: forçar todos os limites da normalidade e do bom senso, para que, quando a situação não pudesse ser resolvida de nenhuma outra forma a não ser por uma intervenção militar, eles apontassem o dedo para o Presidente e dissessem: “Não falamos? Nós avisamos desde sempre que ele era um ditador enrustido”.

Sim, ele é o “ditador”, mas quem está mandando perseguir os críticos e colocar os adversários atrás das grades é o STF, não é?

Se o Bolsonaro deixar que os comandantes das Forças Armadas decidam o momento certo de agir e se isso for feito de forma pontual, não teremos por que nos preocupar com a histeria dos perdedores e dos isentões que mais uma vez vem à público pagar de limpinhos e jogar contra os interesses do Brasil, porque não terá sido feito nada fora do que está previsto na constituição, como um recurso existente justamente para remediar casos desse tipo.

Por fim, deixo aqui novamente as palavras certeiras do prof. Olavo, que dizia que já havíamos chegado a uma situação tão avançada de corrupção e aparelhamento do sistema em que a democracia não poderia mais ser salva por meios democráticos. E, para restaurá-la agora, será preciso usar de uma força maior do que a desse sistema que acabou com ela, para tirar o poder das mãos dele e entregar novamente para o povo.

Ortega, Hamas, Maduro, Alberto Fernandez, MST, os traficantes e presidiários… Só gente da melhor espécie comemorando.

Eu disse isso ao longo da semana antes mesmo do dia da eleição e repito agora:

O Bolsonaro foi difamado e demonizado ao longo dos 4 anos de mandato por toda a imprensa, classe artística e professores que doutrinavam seus alunos diariamente nas escolas e universidades de todo o país, teve que enfrentar o criminoso ativismo judicial do STF, a censura de seus apoiadores, remoção sistemática de postagens e bloqueio de sites e perfis, incluindo prisões políticas de inúmeros aliados.

Além disso, teve 154 mil inserções de rádio ROUBADAS durante a campanha e um conglomerado de instituições de pesquisas eleitorais que MENTIRAM ao longo de todo o ano para induzir e manipular o voto do eleitorado indeciso.

Ao mesmo tempo, todos esses fizeram um esforço de igual tamanho para reescrever a história e amenizar o histórico de podres do maior ladrão da nossa história que tinha acabado de deixar a cadeia, como na simbólica intervenção do Bonner que disse NO MEIO DO DEBATE que o Lula já não devia mais nada à justiça…

Não precisava haver fraude nas urnas para que nós pudéssemos dizer que essa eleição FOI FRAUDADA.
Afinal, uma grande parte dos eleitores chegou na votação com uma percepção totalmente distorcida sobre os dois candidatos por consequência de todos os fatos descritos acima, o que obviamente tem um impacto direto no número final de votos dos dois, que foi extremamente apertado – diga-se de passagem.

A direita tem que parar de ficar se preocupando tanto com o que vão pensar da gente. A mídia e a oposição já nos odeia e nada vai fazer com que eles nos respeitem, a não ser que a gente resolva aderir toda a agenda de pautas deles.

Portanto, parem de se preocupar com o que vão dizer. Tenham coragem. Vocês viram o Alexandre de Moraes hesitar em algum momento diante de tantas arbitrariedades cometidas? O cara peitou metade do país, rasgou a constituição e fez o que quis pelo seu ideal, mesmo estando 100% errado. E nós não temos coragem de fazer o que deve ser feito MESMO ESTANDO CERTOS?

Só estamos pedindo que se faça justiça, que a lei seja cumprida e que as FFAA exerçam o papel constitucional para o qual elas existem.

Se ficarmos cheios de pudor e vergonha de sermos chamados de golpistas, já teremos perdido a guerra. Esse rótulo serve justamente para desencorajar qualquer retaliação. Serve para que eles possam nos roubar e garantir que ninguém vai falar uma palavra contra. Não se deixem amordaçar!

Infelizmente, como bem dizia o professor Olavo, já chegamos a uma situação tão avançada de corrupção e aparelhamento do sistema em que a democracia não pode mais ser salva por meios democráticos.

Isso acontece porque a democracia já acabou no Brasil. E, para restaurá-la agora, será preciso usar de uma força maior do que a desse sistema que acabou com ela, para tirar o poder das mãos dele e entregar novamente para o povo.

Agora os “verificadores de fatos” estão dizendo que o vídeo que eu postei é falso. Esses são os mesmos que marcam como Fake News posts dizendo que o Lula é ladrão. hahaha Muita credibilidade eles têm
MESMO QUE esse vídeo específico dos traficantes comemorando vitória do Lula fosse falso, eu poderia compilar outros 200 que estão rodando na internet sobre os quais não se pode alegar que foi gravado em outro momento ou qualquer coisa do tipo, como o segundo vídeo dessa mesma postagem bem mostrou: os bandidos comemorando diante da TV que anunciava a vitória do PT. Vão dizer que é Fake também??

É contra isso que temos que lutar todos os dias. Diariamente tendo que provar que a grama é verde e que a neve é branca.

Vivemos inseridos em um sistema totalmente condicionado em que todas as instituições de influência sobre o senso comum se unem para manipular a percepção do povo na direção do favorecimento a um dos lados do espectro político.

Por isso que eu digo: independente da fraude nas urnas, essa eleição JÁ ESTAVA FRAUDADA antes mesmo de começar.

Aceitar o resultado desse circo é o maior atestado de COVARDIA que um homem pode passar na sua vida.

Eu me recuso a manchar a minha história com a mácula da fraqueza e da omissão.

Desenhando mais uma vez para os que ainda não entenderam: a diferença entre uma apuração limpa e uma fraudada

Os votos no Brasil são contabilizados de forma simultânea, nas diferentes regiões do país que possuem diferentes proporções de voto. Qualquer entendido de matemática e estatística pode dizer que é IMPOSSÍVEL que o gráfico se mantenha linear dessa forma durante toda a apuração sem uma mínima oscilação sequer.

Para haver um gráfico tão perfeito assim, teria que acontecer algo desse tipo: você pegar 50 sacos de bala com dois sabores de bala divididos em proporções diferentes em cada saco e deles tirasse uma mão cheia com exatamente a mesma proporção (exemplo: 3 balas de morango e 2 de limão) em todas elas, em sequência! Simplesmente não tem como.

O silêncio de Bolsonaro

O silêncio do Bolsonaro foi maior do que qualquer pronunciamento e estremeceu de medo os seus adversários.

Ninguém podê chamá-lo de qualquer coisa que seja porque ele não tinha dado um pio.

O movimento que está se levantando em todo o país, tomando as estradas e as frentes dos quartéis é um movimento descentralizado, 100% popular. Não temos UMA única liderança puxando o coro, não temos financiamento de ninguém, nem coordenação alguma.

Tudo totalmente espontâneo. E eles morrem de medo disso porque sabem que, apesar do povo sempre se recusar a exercer o seu poder, todo o poder realmente emana dele.

Artigo 142 – Análise do UOL sobre as manifestações dos caminhoneiros:

01/11/2022 – Jornalista: O risco é enorme

Bolsonaro se pronuncia após resultado das eleições

Bolsonaro falou por apenas 2 minutos!
Chegou com um sorrisinho no rosto como quem estava leve e solto.
Leu uma breve mensagem e se mandou.

Nessa mensagem, ele disse algumas coisas interessantes que valem a pena ser ressaltadas. São elas:

  1. Ele abriu o discurso dizendo que os protestos por todo o Brasil são fruto de um sentimento de indignação e injustiça por como se deu o processo eleitoral.
  2. Disse que as manifestações pacíficas são BEM-VINDAS e que elas precisam apenas ser ordeiras para que nós não nos rebaixemos ao nível das manifestações de esquerda.
  3. Disse que nossos sonhos seguem mais vivos do que nunca e que continuará respeitando a constituição como sempre fez. Dessa forma misteriosa, fechou o discurso.

Porém, mais importante do que analisar o que ele disse, é analisar o que ele NÃO disse.

Toda a mídia e as instituições pressionavam e esperavam que Bolsonaro fosse fazer um discurso finalmente aceitando a derrota. Ele contrariou todas as expectativas e NÃO O FEZ.

Sequer mencionou o nome do Lula e a única coisa que falou sobre a eleição é que ela transcorreu de maneira injusta.

Moral da história: esse pronunciamento serviu apenas para comunicar aos manifestantes que
manifestem dentro da lei.

Para bom entendedor um pingo é letra, não é?

Ele não pediu para que parassem, nem aceitou a derrota. Ótimo.
Lançou a cortina de fumaça que precisava para a mídia calar a boca e deu a deixa para o povo: agora é com vocês.

Quem leu o livro de estratégia militar A Arte da Guerra entenderá o recado.

Ao final, depois da fala do Bolsonaro, Ciro Nogueira apareceu e disse que foi autorizado a tocar os trâmites da transição quando for provocado para isso.

Desprezem essa parte. Se isso fosse uma parte relevante do discurso, o próprio Presidente teria dito. Ele deixou para o Ciro Nogueira falar justamente porque essa foi uma mensagem com intuito exclusivo de acalmar a mídia, enquanto os protestos populares e as articulações entre ele e as FFAA seguem normalmente.

Ou seja, nada mudou com esse discurso. Ele foi frio e calculista. E os seus adversários devem estar morrendo de raiva agora, porque já não podem mais falar que ele não se pronunciou e nem que ele está sendo conivente com a desordem dos protestos.

Depois, de demitir Caio Copola, Guilherme Fiuza e Augusto Nunes, a Jovem Pan demitiu a jornalista Carla Cecato que trabalhou apresentando as campanhas eleitorais do Presidente. É um movimento de massacre da oposição começando a surgir antes mesmo do Larápio assumir.

Carla também perdeu sua conta no Twitter, assim como Carla Zambelli, que perdeu as contas no Twitter, Instagram, Youtube, TikTok, Whatsapp e até no LINKEDIN!

Carla Zambelli foi a deputada federal mais bem votada do país e, por uma canetada do TSE, perdeu toda a sua visibilidade da noite para o dia.

A decisão foi do juiz auxiliar, Marco Antônio de Martins Vargas, que atua no gabinete de Alexandre de Moraes.

Essa decisão foi baseada em um decreto que o próprio TSE assinou em parceria com o Supremo, que dizia que o tribunal teria direito a remover postagens idênticas que já haviam sido classificadas como Fake News antes por outras decisões da Justiça.

O problema disso é que:

  1. Carla Zambelli não postou Fake News nenhuma, ela apenas apoiou o movimento dos caminhoneiros.
  2. Isso além de não ser Fake News, não foi objeto de decisão judicial prévia que a classificasse como tal, conforme exigia o decreto.
  3. Mesmo que todo o resto tivesse transcorrido dentro dos conformes, a punição seria a remoção do post e não a derrubada de TODAS as suas contas em todas as plataformas.

Essa é uma clara transgressão da autoridade do tribunal que A TODO MOMENTO ultrapassa as fronteiras do seu poder e atribui a si mesmo o poder supremo.

Meu Deus do céu. Como ainda tem gente que NÃO VÊ o que está acontecendo? Como ainda tem gente que não se revolta com isso?

Estamos à beira de uma ditadura em que o Poder Judiciário de forma unilateral cria novas leis e interpreta leis já existentes para fazer absolutamente o que ele quiser e criar distorções absurdas como manter presos políticos e parlamentares sem voz.

Feriado de finados de grandes manifestações pelo Brasil

Estamos vivendo no Brasil um momento muito crítico, como poucas vezes se vê na história de uma nação. Um daqueles momentos que “ou vai ou racha”.


Pode muito bem ser que não dê em nada e que o “racha” vença, mas, se isso acontecer, será tão trágico que é melhor que cada um de vocês tenha a consciência limpa de pelo menos ter tentado.

Ao redor do mundo, muitos movimentos populares já conseguiram acabar com ditaduras já instaladas e consolidadas.

SE TIVERMOS uma adesão em massa aqui, não será difícil acabar com a nossa antes mesmo dela começar. Mas precisamos que o povo compre essa briga!
Sem isso, nada conseguiremos.

Eu avisei! Se engana quem pensa que a boa votação que a direita teve pro Congresso vai impedir alguma coisa. A direita sozinha não tem maioria. Ela precisa do Centrão e o Centrão historicamente sempre se aliou com quem está no poder. Ou seja, se o Lula de fato assumir, preparem-se para ter o PT comandando o Poder Executivo, Legislativo e Judiciário: poder total. Nem esperaram o Larápio pegar a faixa e já estão acenando para ele. Bando de vendidos!

Volto a dizer:

Nós tivemos 4 anos de uma difamação e demonização diária do Presidente em toda a grande mídia;

Uma manobra política das mais esquizofrênicas prara tirar um CONDENADO em 3 instâncias da cadeia e permitir que se candidatasse à presidência;

Perseguições judiciais com inquéritos totalmente inconstitucionais direcionados ao Bolsonaro e seus aliados;

Presos políticos de direita, condenados sem julgamento e sem direito à defesa, por “crime de opinião”;

Inúmeras páginas, sites, perfis em redes sociais, jornais e até canais de TV com conteúdo conservador removido sistematicamente, fora os que foram tirados do ar por inteiro;

Um escândalo com um milhão de inserções de Rádio ROUBADAS de uma das campanhas, o que desequilibrou a exposição midiática dos dois candidatos (que é garantida por lei);

Decisões judiciais sempre tendenciosas que tratavam toda e qualquer menção aos podres do Lula
como Fake News.

Por isso que eu digo, INDEPENDENTE do que aconteceu nas urnas, essa eleição já estava fraudada antes mesmo de começar.

A fraude que vimos acontecer na apuração com aqueles gráficos bizarros é apenas a cereja do bolo de um processo que foi ilegítimo e desigual do início ao fim!

Portanto, a maior canalhice do mundo é rotular um povo que olha para isso e se revolta pedindo por JUSTIÇA de golpista, de antidemocrático ou seja lá o que for.

Antidemocrático é quem está tentando DESTRUIR A DEMOCRACIA com todas essas manipulações do processo eleitoral para que as urnas apresentem o resultado que ELES QUEREM e tudo pareça uma escolha consciente e livre do povo.

Ora, nada pode ser mais antidemocrático do que tentar transformar o nosso sistema representativo em uma democracia DE FACHADA.
O voto eletrônico é seguro e auditável.

É por isso que o povo foi às ruas hoie e deu o recado:
NÃO SE ACEITAM
ELEIÇÕES ROUBADAS

Não adianta tentar intimidar o povo a aceitar o resultado ILEGÍTIMO dessa eleição fraudada que consagrou a “vitória” desse LADRÃO, que nós não aceitaremos!

Não tem um líder nesse movimento todo, não tem um político convocando, nenhuma personalidade por trás disso, não tem carro de som, não tem “movimento social”, não tem absolutamente nada!

Esse é um fenômeno 100% descentralizado e espontâneo DO POVO que deseja manifestar sua indignação. Não existe nada mais democrático que isso.

Duro é ver a hipocrisia dos autoproclamados guardiões da democracia que, em nome da democracia, tentam impedir o povo de exercer o seu direito mais democrático de todos: ter sua voz ouvida pelas autoridades.

Quem lembra disso aqui? Eis um grandioso exemplo da lisura do nosso processo eleitoral!

Um lado podia contar todas as mentiras do mundo que nada lhe acontecia, já o outro não podia sequer falar a verdade.

Só para deixar registrado aqui os caminhos que o povo tem a seguir quando quiser EXIGIR alguma coisa das suas autoridades.

Estamos ainda no ponto 1

O ponto 4 certamente é o mais eficiente. O que acontece com o país se quem é responsável por produzir simplesmente cruzar os braços e se recusar a deixar a máquina girar? Entendem por que dizem que todo poder emana do povo? O poder REAL de fato está nas nossas mãos, tudo o que as autoridades fazem é com uma concessão nossa. Podemos tirá-la na hora que quisermos.

O povo unido derrubou o governo em 64

O povo unido derrubou o governo em 85

O povo unido derrubou o governo em 2016

Quem disser que o povo unido não será capaz de derrubar o governo em 2022, é porque ainda não entendeu nada

Rio de Janeiro, 02 de novembro 2022

Em 2004, os ucranianos foram às ruas para anular o resultado de uma eleição fraudulenta no que ficou conhecido como a Revolução Laranja (em função da cor da campanha do candidato “derrotado”). Por lá ficaram durante semanas, acampados no centro da capital Kiev, enquanto protestos estouravam por todo o país e uma greve geral foi estabelecida para obrigar as autoridades a anularem a eleição.

É claro que quem torcia para o candidato que venceu ilegalmente tentou chamar o movimento de golpista, antidemocrático e choro de perdedor. Ninguém deu a mínima para isso e continuou lutando. Resultado? As eleições foram anuladas, a fraude foi exposta e o candidato antes “derrotado” venceu a nova eleição realizada sob rígida auditoria e contagem dos votos.

Eu sei que está rodando pela internet uma teoria de que não é para pedir intervenção militar, mas intervenção federal. Isso está errado.

Intervenção federal significa uma intervenção do Governo Federal em uma unidade da federação, ou seja, em um dos estados, em alguma situação extrema que precise reordenar algo que fugiu do controle.

Exemplo: digamos que a segurança pública na Bahia esteja um caos ou que o Estado do Rio Grande do Sul ameace declarar independência.
Nesses casos, o Governo Federal poderia intervir no comando desse ente da federação e tomar para si funções que não são suas a princípio.

Me digam, então, o que isso ajudaria no objetivo que pretendemos aqui? Nada. Não é isso que precisamos. Precisamos é de uma intervenção MILITAR, para que as Forças Armadas mediem o impasse entre os poderes da república na questão da fraude eleitoral.

Vão tentar ameaçar e intimidar de tudo quanto é jeito! Isso só mostra que estamos no caminho certo.

Uma coisa é certa:

Quando os bandidos estão no poder, eles começam a tratar os policiais como se eles fossem os verdadeiros criminosos.

Estou correndo um risco danado com essas publicações. A todo momento vejo contas de pessoas do meu entorno sendo derrubadas e censuradas. É um milagre que isso ainda não tenha chegado em mim, mas a tendência é que seja só uma questão de tempo.

Mesmo assim, não vou medir uma palavra. A verdade precisa ser defendida COM CORAGEM.

Prefiro perder essa página com quase 300 mil seguidores e ter que recomeçar do zero do que me acovardar quando mais precisam que eu fale. Rezem por mim, por favor.

Novo pronunciamento do Presidente

De novo, ele nada falou sobre coisa alguma. Apenas reforçou a importância de desobstruir as rodovias para que o país não fique desabastecido.

Um motorista de 28 anos foi preso em flagrante após atropelar bolsonaristas nesta quarta (2) na rodovia Washington Luís, na altura de Mirassol (SP)

Se fosse ao contrário a mídia já estaria divulgando o caso como: “Bolsonarista ataca manifestantes pacíficos com carro”. Como foi contra nós a manchete será: “Suspeito fura bloqueio de manifestantes golpistas”

Quando você dá todo o monopólio da cultura nas mãos de um conglomerado ideológico, eles se acham no direito de redefinir o significado das palavras e transformar o amor em ódio e o ódio em amor.

Pedro Delfino

Pedro Delfino é especialista em História da Civilização Ocidental e História da Igreja Católica; autor do livro Mentalidade Atrasada, Nação Fracassada (que aborda temas como História, Filosofia e Política); do Curso de História Geral da Civilização Ocidental, do Curso de Excelência Catholica, do livro Via Sancta e é co-Fundador do Movimento Brasil Conservador.
contato
Instagram @phdelfino
E-mail: contato@phdelfino.com
Telegram

O Relevante News valoriza a liberdade de expressãoA opinião do colunista é autônoma e de responsabilidade do respectivo comunicador, que é livre para expressá-la sem qualquer interferência.

Curso de Formação Política


Esse é o curso mais completo e aprofundado que existe no Brasil sobre Ciência Política, com 100 aulas sobre TUDO o que vocês precisam saber para se tornarem autoridades no assunto: Política, Economia, História do Brasil, História da Civilização, Teorias Ideológicas etc.
Esse conteúdo é imprescindível para formamos uma militância PREPARADA para enfrentar o que está por vir e, devido ao risco do Lula de fato levar essa eleição roubada e implementar a sua tão sonhada regulação das mídias sociais, essa pode ser a última vez que conseguirei divulgar o curso. Portanto, aproveitem para entrar enquanto é tempo! QUERO PARTICIPAR!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Os responsáveis pelo colapso são os que se proclamam defensores da democracia

Milhões de pessoas de um lado contra uma meia dúzia do outro. Essa meia dúzia precisa se lembrar que não cabe a eles determinar o que o povo pode ou não pedir. Se o povo é soberano e o verdadeiro PATRÃO de todo funcionário público, ele pode pedir O QUE QUISER.

“Nunca interrompa o seu inimigo quando ele estiver cometendo um erro”

"O criminoso SABE que não tem saída e que, diante disso, restam duas alternativas: entregar-se para a prisão ou tentar a sorte, sair atirando e - quem sabe? - por um milagre conseguir escapar", destaca Pedro Delfino

Estado Autocrático do Xandaquistão

Você duvida do processo eleitoral?“-Fique quieto!”Você acha que deveria ser possível auditar a eleição?“-Não fale isso!!”São descobertas...

Fome de Poder Global

Esse artigo não tem o intuito de falar em teorias de Marx, Engels, Lênin, Trótski, Stalin ou...
- Advertisement -

Moraes manda bloquear contas de pessoas e empresas ligadas as manifestações

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou o bloqueio de contas bancárias de 43 pessoas físicas e jurídicas suspeitas de financiar "atos antidemocráticos" e que não aceitam o resultado da eleição presidencial de outubro.

Onde o povo Brasileiro Entra Nessa Democracia?

A verdade é que o Brasil não é uma democracia pelo simples fato de que o povo não participa de nada em relação ao Estado e muito menos em relação aos governos.

Você deve ler isso...

Os responsáveis pelo colapso são os que se proclamam defensores da democracia

Milhões de pessoas de um lado contra uma meia dúzia do outro. Essa meia dúzia precisa se lembrar que não cabe a eles determinar o que o povo pode ou não pedir. Se o povo é soberano e o verdadeiro PATRÃO de todo funcionário público, ele pode pedir O QUE QUISER.

“Nunca interrompa o seu inimigo quando ele estiver cometendo um erro”

"O criminoso SABE que não tem saída e que, diante disso, restam duas alternativas: entregar-se para a prisão ou tentar a sorte, sair atirando e - quem sabe? - por um milagre conseguir escapar", destaca Pedro Delfino
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp Receba o nosso CONTEÚDO no WhatsApp