Pesquisa mostra o que os jovens entendem por ‘estar conectado’

De 2013 a 2019, o número de jovens que utilizam o celular como principal meio para se conectar à internet saltou de 42% para 91%

Anthony Ginsbrook/Uns´plash

Para alguns jovens brasileiros, estar conectado vai além da internet e envolve conceitos mais amplos como espaço de oportunidades, rede de relacionamento e interatividade, por exemplo. É o que revela a 3ª edição da pesquisa Juventudes e Conexões, da Fundação Telefônica Vivo.

A pesquisa realizada pela Rede Conhecimento, em parceria com o Ibope Inteligência, mostra a visão dos jovens em relação à internet, tecnologias digitais e conexão. O levantamento considerou aspectos como a educação, empreendedorismo, comportamento e participação social.

De 2013 a 2019, o número de jovens que utilizam o celular como principal meio para se conectar à internet saltou de 42% para 91%. O número de atividades quando estão conectados também aumentou em comparação às outras duas edições da pesquisa, de 15 para 22.

O bate-papo e a diversão são os principais interesses dos jovens. Sendo a comunicação e o lazer com (100%) cada, informações e serviços em seguida com (99%). Já a capacitação e trabalho representam (98%) e o comercio eletrônico (88%).

Outro dado importante da pesquisa refere-se ao comportamento dos jovens na construção de referências. Apesar da grande utilização das redes sociais, os jovens ainda preferem os sites temáticos e as plataformas especializadas como fontes de aprendizado.

Nessa edição, foram entrevistados 1.440 jovens, entre 15 e 29 anos-, representando todas as classes do país.

com informações Estado de Minas*