Comportamento O lado verde da força

O lado verde da força

"O verde é símbolo da campanha anti-vida (a favor da descriminalização do aborto) e foi usado em cartazes, faixas, bandeira, tambores e acessórios, enquanto o azul representou o movimento pró-vida (contra a legalização do aborto) com bandeiras, faixas e cartazes", revela Jordana Fernandes em artigo

-

- Advertisment -

Na última sexta-feira (11) foi aprovado, na Argentina, o projeto de lei que prevê a legalização do aborto até a 14º semana de gestação. Em votação na câmara dos deputados, os resultados se deram após 20 horas de discursos e debates entre bancadas e ficaram divididos em 131 votos favoráveis, 117 contra e seis abstenções, totalizando 254 votantes e garantindo a vitória da aprovação pela Câmara.

No entanto, o projeto, que recebe o apoio do presidente argentino, Alberto Fernández, ainda será enviado ao Senado a fim de selar, ou não, a aprovação. Enquanto alguns temem a segunda votação, outros têm a esperança de que a decisão seja revogada, tendo em vista que há dois anos a Casa rejeitou um projeto similar mesmo depois de ter sido aprovado pela câmara com 129 votos favoráveis, 125 contra e uma abstenção.

Do lado de fora do parlamento, manifestantes de ambos os lados, conservadoras e liberais, partilhavam de muita tensão à espera dos resultados. A multidão era composta, majoritariamente, por mulheres, que fizeram vigília em frente ao congresso e manifestaram sua torcida através das cores verde e azul.

O verde é símbolo da campanha anti-vida (a favor da descriminalização do aborto) e foi usado em cartazes, faixas, bandeira, tambores e acessórios, enquanto o azul representou o movimento pró-vida (contra a legalização do aborto) com bandeiras, faixas e cartazes. Foi feita uma barreira para separar as manifestantes de cada polo e não houve confronto ou tentativa de invasão em ambos os lado.

Muito foi questionada a postura do Papa Francisco em relação à aprovação, pois, além de não se manifestar, não usou de sua influência para disseminar a visão cristã acerca do aborto em seu país natal, dando a entender que é complacente com a ideia. Não é novidade que o chefe supremo da Igreja Católica vem sendo “cancelado”, como diz a oposição, por algumas posturas duvidosas vindas de um cristão.

Ainda não há previsão para a votação no Senado. Sendo assim, não há um veredito, como estão dizendo os esquerdistas imbuídos de seu sentimentalismo.

por Jordana Fernandes

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Destro: as denúncias e as profecias do primeiro quadrinho de direita brasileiro

Em julho de 2012, uma edição da revista Mundo Estranho se destacou por ter previsto o surto...

Lei que obriga escolas a ter Bíblia é inconstitucional, decide STF

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, ser inconstitucional lei estadual que obrigue escolas...

República Impopular do Brasil

O que falta para você acreditar que já vive o socialismo?A imagem de governadores e prefeitos levando...

Não seria o lockdown uma estratégia para nos levar ao socialismo?

Segundo estudo da Boa Vista SCPC, empresa de crédito que possui um banco de dados de 130...
- Advertisement -

Algumas verdades sobre o racismo

Números frios, jogados ao vento, podem ser usados de forma a provar qualquer tese que uma pessoa...

Oração tem sido a chave da esperança diante da pandemia da Covid-19

Diante dos pedidos de oração e testemunhos que chegam por todo lado, das necessidades que o Brasil...

Você deve ler isso...

- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp No WhatsApp