Mercado busca profissionais com mais habilidades interpessoais do que técnicas

Comunicação, colaboração e inteligência emocional são algumas das habilidades mais valorizadas

Reprodução/Contratanet

Em meio ao mercado de trabalho cada vez mais competitivo, habilidades interpessoais devem chamar mais a atenção na hora da contratação. Pelo menos é o que indica o estudo realizado pelo Institute for Business Value (IBV).

A pesquisa mostra que a comunicação será mais valorizada do que a capacidade técnica. A expectativa é de que cerca de 120 milhões de profissionais das dez maiores economias do mundo precisem passar por recapacitação.

Nesse novo cenário, as empresas buscam profissionais menos automatizados e que possuam capacidades mentais, comportamentais e de comunicação mais evidentes.

Sobre essa nova perspectiva, Daniel Goleman, no livro Inteligência Emocional, considerou algumas habilidades importantes como “colaboração, flexibilidade, trabalhar sob pressão, comunicação eficaz, orientação para resultados e liderança de equipe”.

com informações Agência Brasil*