Madonna é censurada pelo Instagram após defender cloroquina

Em vídeo marcado como ‘fake news’, a cantora acusa indústria farmacêutica de esconder a verdade sobre a cura da covid-19

341
Reprodução/USA Today

A cantora Madonna foi censurada pelo Instagram após postar um vídeo em defesa do uso da hidroxicloroquina no tratamento contra o coronavírus. Ela afirma que já existe uma vacina e acusa a indústria farmacêutica de esconder a verdade sobre a cura da doença a fim de “deixar ricos mais ricos.”

“A verdade irá nos libertar! Mas algumas pessoas não querem ouvir a verdade. especialmente pessoas no poder que só querem ganhar dinheiro com essa pesquisa arrastada pela vacina, que já foi aprovada e está disponível há meses. Eles preferem deixar o medo no controle e deixar os ricos mais ricos enquanto os pobres e doentes ficam mais doentes”, escreveu a cantora.

A postagem, que foi marcada como ‘fake news’ pela plataforma, traz uma declaração da médica Stella Immanuel, defensora do medicamento. O próprio presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compartilhou o conteúdo nas redes sociais e rapidamente o post circulou o mundo inteiro.

O Instagram disponibilizou diversos links de pesquisas sobre o assunto desmentindo a eficácia da cloroquina. O Facebook, Twitter e YouTube removeram o vídeo alegando disseminação de desinformação.