Colunistas Transgêneros no Esporte

Transgêneros no Esporte

"Os mesmos imbecis que gritam: "Temos que seguir a ciência", nos assuntos referentes à pandemia, esquecem totalmente da "ciência" quando isso vai contra à sua ideologia de gênero", destaca Nelson Fonseca em novo artigo

-

- Advertisment -

Depois das polêmicas Karol Conká e Anitta Konkú, o assunto que está bombando na internet agora é a participação de transgêneros no esporte.

De um lado estão a Ciência, a Biologia, a Fisiologia, a Anatomia e a Genética, do outro lado a Ideologia e a falta de razoabilidade e bom senso.

Um dos exemplos é o “Rodrigão” que assim se chamava até os 30 anos e agora, após se assumir “mulher”, atende pelo charmoso nome “Tiffany”.

BAURU SP BRASIL – 11.12.2017 – ESPORTES – A ponteira Tiffany será a primeira trans brasileira a atuar na Superliga feminina. A atleta treina junto do elenco bauruense desde julho de 2017 Tiffany tem 33 anos nasceu em Goiania e disputou a Superliga masculina no Brasi Fotos produzidas no ginásio Panela de pressão, rua Benedito Eleutério, quadra 3, Vila Pacífico. Foto Reinaldo Canato/Veja.com

Tiffany tem aparecido em diversos programas de TV defendendo o seu “direito” de ser quem ela quiser.

Tiffany, enquanto foi “Rodrigão”, era um esportista, jogador de voleibol, e assim desenvolveu toda sua estrutura muscular “masculina”.

Após os 30 anos, resolveu virar “Tiffany” e hoje joga na liga feminina de vôlei de São Paulo.

Enquanto foi “Rodrigão”, foi um jogador mediano, apesar de ter jogado na liga italiana. Após assumir a identidade de “Tiffany” foi eleita a melhor jogadora da temporada, devido à sua grande vantagem física, tanto na força, como na altura e anatomia.

Isso também acontece em outros esportes, como no ciclismo, onde uma canadense “trans” foi campeã mundial. Acontece também no levantamento de peso, arremesso de peso, MMA, etc.

As mulheres, antigamente, eram proibidas de praticarem esportes. Quem se atravesse, corria o risco de ser presa. Hoje, após a grande conquista feminina nessa área, as mulheres correm novamente o risco de ficarem de fora.

Os mesmos imbecis que gritam: “Temos que seguir a ciência”, nos assuntos referentes à pandemia, esquecem totalmente da “ciência” quando isso vai contra à sua ideologia de gênero.

A diferença física e emocional entre homens e mulheres é gritante. Doses de hormônios e litros de silicone não mudam isso, apenas fazem cair ou crescer pelos e glândulas ou no máximo engrossam ou afinam a voz. Não alteram a estrutura óssea e muscular, nem o comprimento dos membros e centro gravitacional que são totalmente diferentes entre homens e mulheres.

Alguns esportes olímpicos são exclusivos para homens e outros só para mulheres, justamente por causa dessas diferenças biológicas, fisiológicas e anatômicas.

As “Barras assimétricas”, por exemplo, são exclusivas para mulheres, assim como as “argolas” são exclusivas para os homens. Isso se deve, principalmente, à diferença do centro de gravidade e das anatomias masculinas e femininas, além da força nos braços, no caso das argolas.

O COI (Comitê Olímpico Internacional), até 1984, exigia que o transgênero tivesse se submetido à cirurgia anatômica genital (me recuso chamar de cirurgia para mudança de sexo), mas agora, basta um batom e um vestidinho para que homens disputem entre as mulheres.

Essa ideologia estúpida diz que “O mundo tem que se adaptar à isso”. Eu já digo que essas pessoas que devem se adaptar ao mundo.

“Não é porque têm meia dúzia de Sacís que todos terão que andar pulando numa perna só.”

Algumas modalidades esportivas são subdivididas por idade, peso e condições físicas para que sejam justas. Até mesmo nos esportes paralímpicos há divisões. Têm natação para quem tem pernas amputadas separada de quem tem braços amputados, por exemplo. Tudo para tornar a disputa justa e equilibrada.

Imaginem a Martha, melhor do mundo no futebol feminino, tomando um “chega prá lá” de um zagueirão tipo Lucas Claro. Ela “voaria” por uns 10 metros!

Essa é a filosofia da “Esquerda”: Querem obrigar o mundo a “aceitar” suas sandices. Se o próprio “Rodrigão” não aceitou a sua condição de macho, por que o mundo é obrigado a aceitar a sua nova condição e se adaptar à ela? Se ele quis mudar a sua condição, ele que se adapte às regras e não as regras à ele.

Imagina sua filha, de 12 ou 13 anos, depararando-se com 22 cm de membro masculino exposto, urinando, num banheiro de shopping!!! Pois saibam que aquela feminista de suvaco cabeludo, com Ché Guevara tatuado no braço e a 10 anos na faculdade de filosofia, pensa assim.

Ainda fica uma dúvida: a atleta transgênero aposenta-se aos 62 anos como todas as mulheres? Se sim, é um caso a se pensar…

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é WhatsApp-Image-2020-08-28-at-16.22.04.jpeg

Nelson Fonseca (Colunista) É profissional de TI aposentado, de direita, conservador, patriota e cristão. Atualmente luta, incessantemente, contra o Comunismo e a degradação social e dos conceitos cristãos.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Destro: as denúncias e as profecias do primeiro quadrinho de direita brasileiro

Em julho de 2012, uma edição da revista Mundo Estranho se destacou por ter previsto o surto...

Lei que obriga escolas a ter Bíblia é inconstitucional, decide STF

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, ser inconstitucional lei estadual que obrigue escolas...

República Impopular do Brasil

O que falta para você acreditar que já vive o socialismo?A imagem de governadores e prefeitos levando...

Não seria o lockdown uma estratégia para nos levar ao socialismo?

Segundo estudo da Boa Vista SCPC, empresa de crédito que possui um banco de dados de 130...
- Advertisement -

Algumas verdades sobre o racismo

Números frios, jogados ao vento, podem ser usados de forma a provar qualquer tese que uma pessoa...

Oração tem sido a chave da esperança diante da pandemia da Covid-19

Diante dos pedidos de oração e testemunhos que chegam por todo lado, das necessidades que o Brasil...

Você deve ler isso...

- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp No WhatsApp