Colunistas O que quer dizer "esquerda" e "direita" na política?

O que quer dizer “esquerda” e “direita” na política?

"Simplificando tudo isso, temos de um lado o Capitalismo e o Liberalismo Econômico como representantes da Direita e o Socialismo e Comunismo como representantes da Esquerda", ressalta Nelson Fonseca em novo artigo

-

- Advertisment -

Muitos até confundem Direita e Esquerda com “Situação=Direita” e “Oposição=Esquerda”, o que leva as pessoas a pensarem que são de “Esquerda” pelo simples fato de “não irem com a cara do Bolsonaro”. Por isso se julgam “oposição” e automaticamente de “Esquerda”. Mas quantas pessoas realmente entendem o significado do que é “Esquerda” e “Direita”?

As principais diferenças entre as ideologias de Esquerda e de Direita giram em torno dos direitos dos indivíduos e o papel do governo na sociedade.

A Esquerda acredita que a sociedade vive melhor quando o governo tem um maior papel, garantindo direitos coletivos e promovendo a igualdade entre todos.

Por sua vez, a Direita acredita que a sociedade só progride quando os direitos individuais e as liberdades civis têm prioridade, e o poder do governo é minimizado.

Vejamos agora as diferenças entre Liberal e Conservador, no sentido ideológico. Enquanto a Esquerda Liberal possue uma visão mais progressista e a favor de mudanças comportamentais, a Direita Conservadora possue uma visão mais tradicional do comportamento social existente.

Melhor explicando, quando se trata do contexto social, a Direita têm uma visão mais tradicional, se opondo à pautas como o casamento homossexual, a ideologia de gênero, a legalização das drogas, o excesso de direitos dos criminosos, o aborto e a descriminalização da pedofilia. Enquanto isso, a Esquerda costuma apoiar essas pautas.

Veja bem, quando me refiro ao “casamento homossexual” não me refiro à “união estável” entre pessoas do mesmo sexo, para fins de direitos legais, e sim ao “casamento” entre elas, pois isso contraria à cláusulas pétreas de nossa Constituição Federal e aos conceitos cristãos, visto que cerca de 92% dos brasileiros são cristãos.

A pena de morte e a legalização das armas, são apoiadas pelos conservadores de Direita e refutadas pelos liberais da Esquerda.

A Esquerda defende uma intervenção maior do Estado na sociedade, o aumento do gasto público e o consequente aumento de impostos e também a maior regulamentação das empresas. O governo precisa arrecadar muito para financiar programas assistencialistas definitivos, como o Bolsa Família, por exemplo.

A Direita defende o liberalismo econômico, fim de monopólios e oligopólios, diminuição da carga tributária das empresas e o livre comércio sem a interferência do Estado, diminuindo a burocracia e os encargos das empresas, o que geraria mais empregos e incentivaria a meritocracia.

A ideologia de Esquerda defende que o governo deve garantir o bem dos cidadãos. Para isso, ele deve ser grande e forte, controlando todos os setores da sociedade. Sua ideias são inspiradas no Socialismo e no Comunismo.

Já a Direita defende uma menor participação do governo na sociedade, deixando que o próprio mercado dite as regras. Defende uma maior responsabilidade individual das pessoas e autonomia das empresas, com menos impostos e burocracia. Sua base teórica vem do Liberalismo Econômico e do Capitalismo.

Outras diferenças importantes são mais radicais. A Esquerda defende a ideia de que o Estado controle tudo, inclusive empresas e propriedades. Já a Direita tem como base o direito das pessoas à propriedade particular e à liberdade.

Em alguns países comunistas, o Estado é o dono da sua empresa, da sua casa e até da educação de seus filhos.

Enfim, o dilema político da humanidade é alcançar um sistema que consiga combinar três coisas: eficiência econômica, justiça social e liberdade pessoal.

Tirando as ideias mais radicais, tanto da Esquerda como da Direita, todos os dois sistemas parecem ter coisas positivas. É aí que entra a diferença entre o sonho e a realidade, entre a teoria e a prática.

Quando vemos esses regimes funcionando no mundo é que a coisa fica mais clara.

Simplificando tudo isso, temos de um lado o Capitalismo e o Liberalismo Econômico como representantes da Direita e o Socialismo e Comunismo como representantes da Esquerda.

Nesse caso, a comparação mais emblemática é entre os EUA e a Rússia. Desde a Guerra Fria que acompanhamos as diferenças entre esses dois países.

Hoje temos outros vários exemplos de países de Esquerda, tais como Cuba, Venezuela, China, Coréia do Norte, entre outros.

Agora vamos “desmascarar” esse progressismo da Esquerda. Todos têm conhecimento do que pensavam grandes lideres de Esquerda, como Ché Guevara e Fidel Castro em relação ao homossexualismo, por exemplo. Ainda hoje, o Kim Jong-Un ainda tem esse pensamento.

Os Esquerdistas também não estão muito preocupados com o direito e o bem estar da mulher, quando defendem o aborto. A real intenção é que o Estado tenha o total controle populacional, como se todos fôssemos apenas números numa fria equação entre produtividade x despesa, onde os velhos e os fracos devem ser descartados e o controle populacional seja rígido. Em alguns países comunistas o Estado chega a definir quantos filhos o casal deve ter e a futura profissão deles, de acordo com a demanda interna.

A Esquerda, para atingir seus objetivos, finge proteger as “minorias”, depois é claro, de incentivar a segregação entre diversas classes, como entre brancos e pretos, héteros e homossexuais, homens e mulheres, pobres e ricos, etc.

Primeiro incentivam a segregação e depois apoiam o lado mais fraco. A idéia vem dos manuais comunistas que dizem: “Várias MINORIAS juntas formam uma MAIORIA, que vai garantir a nossa perenidade no poder”.

Aqui no Brasil, após a mal sucedida tentativa do Comunismo, nas décadas de 60 e 70, de obter o poder à força, treinando guerrilheiros e executando assaltos e atos terroristas, resolveram mudar a estratégia.

Partiram então para a segregação das classes, aparelhamento das instituições, infiltrações em universidades, priorizando a formação de ativistas políticos em detrimento à formação de profissionais competentes e, finalmente, o fortalecimento periférico, enviando muito dinheiro (BNDES) para os vizinhos comunistas e com planos de perpetualização no poder, revesando-se entre si.

O assunto é muito mais complexo do que eu tentei explicar nesse texto. Minha intenção foi fazer com que você pense se realmente é de “Esquerda” ou apenas “não gosta do Bozo”.

Quero mostrar que o assunto é muito mais sério do que uma simples “antipatia”. O futuro de nosso povo e do nosso país depende disso, e os exemplos estão aí nos diversos países do mundo.

Quais países deram certo e quais deram errado? Em qual regime o povo vive melhor?

As pessoas fogem do Comunismo para o Capitalismo ou é o inverso?

Leiam, fujam da mídia tradicional contaminada, procurem se informar. Analisem as atitudes de cada lado: Direita e Esquerda.

Leiam notícias internacionais sobre como é a vida nos EUA, Holanda, Reino Unido, Austrália, e compare com Venezuela, Cuba, Coréia do Norte e China. Pensem nisso.

Veja agora alguns exemplos de Conservadores de Direita:
Alexandre Garcia,
Luiz Ernesto Lacombe,
Guilherme Fiuza,
Caio Coppola,
Allan dos Santos,
Augusto Nunes,
Oswaldo Eustáquio,
Prof. Olavo de Carvalho,
Otto Maria Carpeaux,
José Carlos Sepúlveda,
Jair Bolsonaro,
Sobral Pinto,
Miguel Reale,
Luiz Felipe Pondé,
Paulo Francis (in memoriam),
Ives Gandra Martins,
Abraham Weintraub,
Príncipe Luiz Philippe de Orléans e Bragança,
Luciano Hang,
Roberto Justus,
Silvio Santos,
Donald Trump.

Agora os defensores da Esquerda:
Felipe Neto,
Anitta,
Pablo Vittar,
José de Abreu,
Leticia Sabatella,
George Soros,
Marcelo Freixo,
Boulos,
Chico Buarque,
Lula,
Dilma,
José Dirceu,
Xi Jinping,
Kim Jong-Un,
Hugo Chávez,
Nicolás Maduro,
Evo Morales,
MST,
PCC (China),
PCC (São Paulo),
PT, PSOL, PCdoB,
Ministros do STF (todos),
Viúvas da Lei Rouanet,
Mano Brown,
Dória, …

Vomitei!

Nelson Fonseca (Colunista) É profissional de TI aposentado, de direita, conservador, patriota e cristão. Atualmente luta, incessantemente, contra o Comunismo e a degradação social e dos conceitos cristãos.

Últimas notícias

General Heleno desmente fake news de Ricardo Noblat no Twitter

O jornalista do grupo Globo, Ricardo Noblat, publicou em seu Twitter nesta sexta (23), um post em...

Bolsonaro indicará ministros contra o aborto ao STF, se reeleito

O candidato à reeleição pelo PL Jair Bolsonaro disse hoje (23) que,...

Pesquisa Brasmarket aponta Bolsonaro com 44,9% e Lula com 31%

Em um novo levantamento do Instituto Brasmarket, divulgado hoje (23), aponta o atual presidente da república Jair...

Os “draconianos” do STF não prevalecerão

Drácon ou Dracon foi um Arconte de origem nobre conhecido como o primeiro legislador de Atenas. Nascido...
- Advertisement -

Bolsonaro na ONU: “O povo brasileiro acredita em Deus, Pátria, família e liberdade”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (22) que, apesar da crise mundial, o Brasil chega ao final...

Verdade, Justiça e Liberdade vs Mentira e Opressão

“O que um texto esconde por trás de palavras que miram agradar, ou melhor, enganar apreciadores de...

Você deve ler isso...

- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp Receba notícias no WhatsApp