Colunistas O Medo da Verdade

O Medo da Verdade

“Quando crianças, acreditamos que apenas ao fechar os olhos o perigo desaparece; infelizmente muitos ainda carregam esse “gatilho” para a vida adulta e se negam a acreditar no perigo que suas famílias correm com o que vem acontecendo no mundo”, revela Henrique Gustavo em novo artigo

-

- Advertisment -

Conhecendo e trabalhando com hipnose, acabo encontrando casos em que a raiz do problema de hoje está em negar o perigo que deveria ser enfrentado no passado.
Você já percebeu como uma criança “enfrenta” um “monstro” mesmo que numa brincadeira?
Ela tapa os olhos com as mãos… acredita que se ela não pode ver o perigo, o perigo também não irá atingi-la.

Percebem que o que ocorreu no Afeganistão tem muito disso?
Atualmente o País tem cerca de 38 milhões de habitantes.
Já o Talibã, estima-se que tenha atingido o maior número de filiados em sua história, girando em torno de 85 mil terroristas. – alguns dizem que o número pode chegar a até 200 mil…

A população, em seus milhões, se negou a acreditar no avanço do grupo terrorista e quando percebeu, já era tarde.

Mães e pais que viviam o auge de um país após 2001, não queriam ver que contra o mal não se pode dormir. Talvez por não desejar que seus filhos passassem por isso, ou simplesmente acreditar que uma vez derrotados, eles não teriam a mesma força.

Independente do motivo, eles não acreditaram, e hoje inocentes pagam com suas vidas.
Apenas uma região está resistindo (até o momento deste artigo), uma região de difícil acesso que nem a Rússia conseguiu invadir. Estão ARMANDO o povo que não deseja se entregar. Entendeu? Armando o povo!

Apesar de países árabes não terem o costume de serem desarmamentistas, a fragilidade causada pelo suposto “sossego” com a presença de militares americanos, por exemplo, no país, gerou a sensação de que a segurança do povo e sua família estava “terceirizada” para o estado.

Se você não consegue entender que 100 mil, 200 mil, ou que fossem 300 mil conseguiram destituir o poder e aterrorizar um povo com quase 40 MILHÕES de habitantes através do medo, talvez ache que aqui no Brasil também não seria possível. São as mesmas pessoas que acham que quem enxerga uma guerra civil se aproximando devido aos cortes dos direitos do cidadão está “exagerando”.

É triste, mas acredito que parte destas pessoas não é que não acredita. É como o afegão que por medo, fecha os olhos…como a criança que acredita que, se tapar os olhos, o perigo vai embora.
Triste porque eles não entendem que seus filhos poderão pagar um preço alto de ser refém de um regime de esquerda por não acreditarem que o pesadelo estava próximo da realidade.

Por medo, não querem enxergar que direitos como de ir e vir, de trabalhar, de exercer sua fé já foram cortados, mesmo que por um momento…

Por medo, não veem que canais de direita, conservadores, foram RETIRADOS do ar, como este aqui mesmo, por expor verdades e opiniões que atrapalham planos de vagabundos que buscam um poder de ditar regras e recolocar bandidos no comando da nação.

Mais recentemente, uma estratégia covarde foi adotada, ao invés de ficar na recorrência de retirar tais canais do ar, o TSE resolveu que deve ser proibida a monetização dos canais que os critiquem.

Sabe aquele medo que muitos diziam sobre ter a liberdade de expressão ceifadas, pois bem, ela foi modernizada pelos que se julgam acima de tudo e todos. E por mais absurdo que pareça, você não vê os “colegas” jornalistas criticando esta medida.

Canalhas ditam regras, e por medo, muita gente acha que, por ser regra ou lei, não devem contestar. E assim tapam seus olhos como aquela criança, que sem coragem para enfrentar o problema, vira um refém do mesmo.

Venezuelanos hoje, com cerca de 40 anos, não acreditaram que o país rapidamente seria destruído quando Chaves chegou ao poder…hoje, 20 anos depois, seus filhos estão em sua maioria nas ruas, buscando o que comer.

Em 2012, nem 10 anos atrás, a “Lei do Controle de Armas, Munições e Desarmamento” foi aprovada. Em 2013, estava proibida por completo a venda de armas e munições, exceto, claro, para entidades do governo. Oito anos depois, o povo, sem condições de resistência, amarga ter fechado os olhos para o medo.

Somos mais de 200 milhões, somos donos de uma terra ímpar, de um território continental e único, verticalizado, cobiçado por muitos.
Nosso presidente sabe disso e dos problemas, riscos que o povo pode enfrentar.

A flexibilização para aquisição de armamento para defesa de seu patrimônio e acima disso, sua FAMÍLIA, foi um recado claro; se prepare. Prova disso foi a resposta dada em forma de provocação por Rosa Weber, anulando partes do decreto sobre armas.

Eles têm medo do povo armado. Sabem que com o povo preparado, eles não poderão fazer o que bem entendem. O poder emana da gente!

Eles temem porque devem. Eu não ligo de saber que meus vizinhos podem ter armas em suas casas, na verdade, me sinto mais protegido, pois sei que bandidos não se aproximarão da região.

07 de Setembro se aproxima, e o grito de independência dessa vez será entoado pelo povo!
Na avenida Paulista, em Brasília, ou em quaisquer cidades que venham a se unir ao coro!
Nossa segunda independência, esta, histórica, nos colocando em um lugar de destaque no mundo. Uma nação que se nega a se vender para uma agenda globalista em que estados definem sua vida, suas vontades, seus direitos.

Seremos referência para os outros países entenderem que sim, nada paga nossa liberdade!
E a de nossos filhos então, essas valem nossas vidas!

Que o medo que tapa os olhos de muitos para a situação seja vencido e estes enxerguem a necessidade de lutar ou apenas apoiar aqueles que querem o bem do povo, de suas famílias, de seus filhos!

Ótima semana! Fiquem com Deus!
Até dia 07, na Paulista!

Henrique Gustavo (Colunista) É administrador de empresas e trabalha no setor farmacêutico. Também é hipnoterapeuta e pensador. Nas horas vagas, estuda o setor financeiro, ajuda pessoas com problemas e passa tempo com a família.

Henrique Gustavo
É administrador de empresas e trabalha no setor farmacêutico. Também é hipnoterapeuta e pensador. Nas horas vagas, estuda o setor financeiro, ajuda pessoas com problemas e passa tempo com a família.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Cansei! A juventude esquerdista tem que acabar

Sou jovem, mas tenho vergonha da juventude atual. Cansei de jovens cujos ídolos são ladrões, invasores de...

Bolsonaro lança programa habitacional para profissionais da segurança pública

Mais perto da casa própria. Profissionais da área de segurança pública passam a contar com programa que...

Reflexões sobre uma possível Intervenção Militar

Art. 142 da Constituição Federal:“As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica, são instituições...

E se o PT voltasse ao poder?

Muitos têm se perguntado como seria um governo petista 2.0, numa eventual volta ao poder nas eleições...
- Advertisement -

Bolsonaro pede fim das prisões políticas e dá última oportunidade para Alexandre de Moraes se redimir

O discurso de Bolsonaro na Esplanada dos Ministérios (que você pode ler na íntegra aqui) já deu...

Em discurso histórico, Bolsonaro diz que o “momento chegou”

Eu sei que muitos estavam esperando por este dia. Desde o dia 1º de agosto, quando o...

Você deve ler isso...

Cansei! A juventude esquerdista tem que acabar

Sou jovem, mas tenho vergonha da juventude...

Bolsonaro lança programa habitacional para profissionais da segurança pública

Mais perto da casa própria. Profissionais da...
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp No WhatsApp