Colunistas O fim da CPI da Fraudemia

O fim da CPI da Fraudemia

"Na reta final da CPI, senadores confirmam suspeitas e revelam interesse político no relatório final", revela Henrique Guilherme em artigo

-

- Advertisment -

Em outubro, a CPI da Pandemia chega em sua reta final. Com término previsto para 5 de novembro, os senadores incompetentes que presidem aquela zona não escondem o que realmente querem: derrubar Jair Bolsonaro. Em 21 de junho, confrontado por um apoiador do presidente em seu próprio estado (Amapá), o vice-presidente da comissão Randolfe Rodrigues já havia deixado clara a intenção da quadrilha ao responder: “A gente vai prender Bolsonaro”.

Nesta semana, Renan Calheiros, o relator da CPI, reforçou a mensagem ao dizer que irá indiciar o presidente, conforme havíamos previsto no Relevante News. Como já mostramos, a intenção da quadrilha (que conta com membros até no STF) é justamente causar oportunidades para afastar o presidente da política e não permitir que concorra nas eleições de 2022. De preferência, antes mesmo de nomear mais um ministro ao STF (o que pode acontecer a qualquer momento).

O que está por trás dessa conspiração é que aqueles que acham que mandam no Brasil sabem que 2022 pode ver não só a reeleição do seu arqui-inimigo, mas também uma virada conservadora no próprio senado. Com um senado mais à direita, Bolsonaro poderá não só aprofundar as reformas realmente fundamentais ao país, mas também afastar alguns delinquentes que contaminam o STF, desmantelando o mecanismo que faz perpetuar a impunidade e vagabundagem na Praça dos Três Poderes.

Vejam que a preocupação da quadrilha com seu futuro é tão grande que seus membros nem mais se envergonham ao deixar que o STF usurpe prerrogativas do legislativo (como a própria abertura da CPI) ou de declarar antecipadamente o resultado do que deveria ser um julgamento. O descaramento é tanto que eles não mais se preocupam com as mentiras que contam ou com as ofensas que fazem contra inocentes que não têm nenhum motivo de estar ali.

E por que se envergonhariam? Se Renan tivesse vergonha, não estaria envolvido em mais de 20 processos que hoje se encontram parados no STF. Se Omar Aziz tivesse vergonha, teria pedido seu afastamento no momento que sua esposa e seus três irmãos foram presos por desvio de dinheiro, sendo que ele mesmo só foi poupado por ter imunidade. Se Randolfe tivesse vergonha, teria deixado a comissão quando se deixou gravar dizendo que queria mesmo prender Bolsonaro. E se os palhaços no STF tivessem vergonha, não estariam sentados nos processos dos seus coleguinhas esperando prescreverem nem bancando toda essa zona.

É por isso, por falta de vergonha na cara, que temos uma CPI cujos membros nem se dão ao trabalho de esconder que já tinham uma decisão pronta antes mesmo do julgamento. Por falta de vergonha na cara, transformaram a CPI da Pandemia na CPI da Morte, insistindo sempre na narrativa de que não há nada que possa ser feito para lutar contra a doença, a não esperar os sintomas mais graves antes de procurar tratamento e esperar por uma vacina que funcione.

De fato, quaisquer das reuniões gravadas dessa CPI podem confirmar que uma das mensagens mais frequentes no discurso dos oportunistas que a conduzem é que não há nada que você possa fazer contra o coronavírus além de esperar que vacinas experimentais funcionem. Qualquer coisa que os médicos prescrevam é imediatamente tachada de anticientífica e perigosa. É como se eles quisessem mesmo multiplicar o número de mortes para colocar na conta de um dos únicos políticos que estão fazendo alguma coisa contra a pandemia.

Eu penso que o Brasil merece mais que isso. E 2022 será a chance de nos dar esse presente, renovando o senado com pessoas conservadoras e honestas. E você, o que acha dessa CPI? Deixe sua opinião e até o próximo artigo.

Henrique Guilherme (Colunista) É escritor e apresenta o programa O Patriota: A Voz da Resistência. Ele é economista, mestre em Administração Pública e hipnoterapeuta. Também é pós-graduado em Administração de Empresas, Biotecnologia, Matemática e História Militar. Guilherme é geek, patriota, de direita e, principalmente, cristão. Ele dedica sua vida a derrotar as forças do mal e criou a série de livros Guia do Patriota para ajudar todos aqueles que buscam fazer o mesmo.

Confira o vídeo:

Henrique Guilherme
É escritor e apresenta o programa O Patriota: A Voz da Resistência. Ele é economista, mestre em Administração Pública e hipnoterapeuta. Também é pós-graduado em Administração de Empresas, Biotecnologia, Matemática e História Militar. Guilherme é geek, patriota, de direita e, principalmente, cristão. Ele dedica sua vida a derrotar as forças do mal e criou a série de livros Guia do Patriota para ajudar todos aqueles que buscam fazer o mesmo.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear

O governo federal sancionou a lei que cria a Autoridade Nacional de Segurança Nuclear (ANSN). O texto,...

Aziz adia para quarta-feira a leitura do relatório da CPI

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM), adiou em um...

Notícias sobre Off-Shore de Guedes para desestabilizar o Governo tem método

Numa das polêmicas da vez, usada pela oposição para desestabilizar o governo, é a tal da Off-Shore...

Sobre o Decálogo de Lênin, Marx e Absorventes

Desde que surgiu, contesta-se a autoria do que ficou conhecido como Decálogo de Lênin, lista de dez...
- Advertisement -

Justin Bieber, a Maconha e os Cristãos

Em 2021, parte do mundo gospel ficou estarrecido, quando Justin Bieber, que se dizia cristão convertido, anunciou...

Conversa entre Alcolumbre e funcionária fantasma só confirma a péssima qualidade de nossos congressistas

Todo o caso é muito simples. Em 2013, Davi Alcolumbre, que na época ainda era apenas um...

Você deve ler isso...

Governo sanciona lei que cria autoridade de segurança nuclear

O governo federal sancionou a lei que...

Aziz adia para quarta-feira a leitura do relatório da CPI

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito...
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp No WhatsApp