Colunistas Informação no Século 21: A diferença entre o remédio...

Informação no Século 21: A diferença entre o remédio e o veneno é a dose

-

- Advertisment -

Os entusiastas da tecnologia e das mudanças que ela provoca (faço parte deste grupo) costumam repetir que vivemos na era da informação abundante, que o momento atual é o melhor para se aprender qualquer coisa, que temos um mundo de informações na palma da mão.

E tudo isso é verdade.

A popularização dos smartphones, que são verdadeiros computadores de bolso, fez explodir a produção de dados e informações produzidos pela raça humana.

Todas as suas postagens e interações nas redes sociais produzem dados. Todas as suas pesquisas no Google, seus pedidos de pizza ou de um motorista por aplicativo, seus e-mails enviados e recebidos são transformados em dados.

Conseguiu imaginar a quantidade infinita de dados produzidos no mundo, a cada segundo? Isso significa que ao mesmo tempo em que temos o excesso de informações, elas estão sendo despejadas sobre nós em uma quantidade gigantesca a todo momento. Ficamos viciados em atualizar nosso feed das redes sociais, notícias (verdadeiras e falsas), e em 15 minutos já se tornam obsoletas.

Existe uma linha bastante tênue entre a abundância e a overdose de informação. Essa diferença será definida pela capacidade de filtro de quem recebe essas informações de saber qual utilidade elas terão.

A importância da “boa informação”

A informação move a humanidade, ela que possibilita que tudo evolua. Empresas são informações organizadas para resolver determinados problemas ou prover determinada solução para um grupo de consumidores. Os governos utilizam a informação para gerir a sociedade, você precisa de informação para se comunicar e para entender o mundo.

A abundância de informação presente no século 21, já mencionada nesta coluna, possibilita que se aprenda qualquer habilidade, adquira qualquer conhecimento de forma acessível e, muitas vezes, até gratuita. Nunca antes na história da humanidade as oportunidades de aprendizado e de educação estiveram tão disponíveis.

Usar a informação de forma abundante significa ter a clareza sobre os objetivos para querer adquirir tal informação, saber filtrar sua relevância, sua credibilidade e como ela se encaixa em sua vida de forma positiva.

Até mesmo para ter a capacidade de realizar esse filtro, o aprendizado correto através de boas informações é fundamental.

Exemplos de boas informações abundantes:

● Livros de ficção e não-ficção;
● Revistas que trazem conteúdos históricos, científicos ou de relevância atual;
● Podcasts e canais no Youtube que trazem informação relevante sobre atualidades, contextos históricos, técnicos ou científicos;
● Canais de TV que trazem em seu conteúdo: Documentários, filmes clássicos ou históricos;
● Perfis de pessoas ou instituições em redes sociais, que compartilham conteúdos ricos em conhecimento ou boas experiências.

E quanto à overdose de informações?

Para a informação passar de abundante para uma overdose, basta que ela seja consumida de forma excessiva e sem a confiança das fontes que a emitiram além do o impacto que ela causa em quem a consome.

Já a Informação nociva em excesso causa ansiedade, pessimismo e baixa qualidade intelectual. Exemplos de informações que podem ser nocivas a você:

● Notícias negativas: Mortes, acidentes, doenças, corrupção;
● Informações pobres em conteúdo: Vida de famosos, fofocas, programas de TV e revistas que não trazem conteúdo histórico, científico ou sobre fatos relevantes para a sociedade atual;
● Feed de atualização de redes sociais
● Compartilhamentos em grupos de whatsapp (existem boas exceções)

Por fim, compartilho algumas maneiras de explorar positivamente a abundância de informação relevante e evitar a overdose de informação nociva ao nosso corpo, a nossa mente e ao nosso espírito:

● Defina suas fontes de informação: Escolha canais, pessoas e perfis de redes sociais certos para receber informação de qualidade durante seu dia, ignore os canais de informações nocivas.
● Veja as redes sociais poucas vezes ao dia: Defina horários e poucos períodos do dia para checar as redes sociais, principalmente para poder focar sua atenção em seu trabalho e na companhia de sua família e amigos.
● Evite assistir televisão aberta: Os canais de TV aberta, em sua grande maioria, produzem conteúdo de baixíssima qualidade, evite-os.
● Leia muitos livros: A leitura é enriquecedora e libertadora. Procure por bons títulos de ficção e também de não-ficção, gaste seu tempo consumindo informação de qualidade neste formato.

A informação molda quem somos e nossa forma de pensar, ela cria nosso repertório de conhecimentos, ela realmente nos dá “forma” (como o próprio nome diz).

Qual forma você está tomando com as informações que consome?

Obrigado pelo seu tempo.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 20190128_164326.png

Rafael Reis (Colunista) Empreendedor serial. Faz parte da equipe da Softex – que executa políticas públicas de tecnologia, inovação e empreendedorismo (como o programa “Conecta Startup Brasil”), do Governo Federal. Inquieto e inconformado, acredita no poder da educação do século 21 para mudar o Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

DF tem a temperatura mais baixa já registrada: 1,4ºC

O Distrito Federal (DF) teve a mais baixa temperatura já registrada, desde que o início das...

Toffoli nega prosseguimento de ação de Bolsonaro contra Moraes

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu hoje (18) negar prosseguimento à notícia-crime...

Presidente aciona STF contra Moraes por abuso de autoridade

O presidente Jair Bolsonaro entrou ontem (17) com uma ação contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo...

Justiça do Rio arquiva processo de supostas “rachadinhas” contra Flavio Bolsonaro

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) rejeitou a denúncia do Ministério Público (MP) contra...
- Advertisement -

Perda de poder aquisitivo decorre de isolamento social, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (17) que a perda do poder aquisitivo da população brasileira decorre...

O Multiculturalismo de Gramsci: Intenções e métodos da esquerda

Qual a essência do Multiculturalismo? Diversas culturas todas sendo respeitadas na sua essência, não existindo um certo...

Você deve ler isso...

DF tem a temperatura mais baixa já registrada: 1,4ºC

O Distrito Federal (DF) teve a...

Toffoli nega prosseguimento de ação de Bolsonaro contra Moraes

O ministro Dias Toffoli, do Supremo...
- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp Receba notícias no WhatsApp