quinta-feira, janeiro 21, 2021
Início Colunistas Identidade: Quais crenças formam uma pessoa?

Identidade: Quais crenças formam uma pessoa?

"A crença de identidade determina como uma pessoa se enxerga e como ela se relaciona consigo mesma", revela Débora Paes em novo artigo

-

- Advertisement -

Para falar sobre identidade eu não teria outra forma de começar o assunto senão falando a respeito das crenças que formam o indivíduo.

Mas o que são crenças?

Crença é uma programação mental que rege e comanda todos os comportamentos e todas as respostas humanas aos estímulos recebidos. Nos circuitos neurais estão armazenados todos os aprendizados e informações acumulados ao longo da vida e até durante a gestação. Todas essas informações estão armazenadas no consciente e no inconsciente de cada indivíduo.

As nossas crenças determinam nossas percepções, escolhas, ideias, comportamentos, sentimentos, atitudes, relacionamentos, saúde, resultados, conquistas e qualidade de vida. E elas podem ser crenças positivas e fortalecedoras ou crenças negativas e limitantes.

Acredito que você já percebeu o quanto as crenças determinam quase tudo em nossas vidas, não é verdade? 

Existem diversos tipos de crenças, mas eu vou falar sobre as três principais que são as CRENÇAS DE INDIVÍDUO – crenças de identidade, de capacidade e de merecimento.

A primeira crença que é a base para todas as outras é a CRENÇA DE IDENTIDADE. Essa é definida por quem EU SOU.

Imagine uma pirâmide à sua frente. A base da pirâmide é o que a sustenta. Da mesma forma, o que sustenta um indivíduo é a sua crença de identidade.

A crença de identidade determina como uma pessoa se enxerga e como ela se relaciona consigo mesma.

Pense comigo:

Como você vai tratar uma pessoa que você considera chata, grosseira, desonesta?

Como você vai tratar uma pessoa que você considera educada, respeitosa e honesta?

A maneira como você percebe uma pessoa vai determinar como você vai tratá-la.

O mesmo acontece em relação a nós mesmos, ou seja, a forma como você se percebe vai determinar a sua relação consigo mesmo.

Se você se enxerga uma pessoa bonita, inteligente e educada você vai se tratar como você pensa que uma pessoa com essas características merece ser tratada.

Porém, se você se enxerga uma pessoa chata, sem valor e desprovida de inteligência você também vai se tratar como você pensa que uma pessoa com essas características merece ser tratada.

A crença do EU SOU vai determinar se você gosta de si mesmo ou não, se você vai se relacionar com uma pessoa que te ama e te valoriza ou com alguém que vai te maltratar e te desvalorizar, se você vai trair ou ser traído.

 Além disso, a crença de identidade vai definir como você se sente diante da vida, se é amado ou rejeitado, se é adequado ou inadequado para o mundo, se vai vencer, ficar em segundo lugar ou se vai perder.

Uma crença de identidade negativa ou limitante te leva a viver e aceitar uma vida muito aquém do que merece em todos os aspectos. Você automaticamente se afasta de uma vida prazerosa, plena e abundante.

Uma visão distorcida da própria imagem é o que justifica o fato de muitos homens e mulheres permanecerem em relacionamentos problemáticos e abusivos, serem obesos, não cuidarem da própria saúde e viverem afundados nos vícios.

A segunda crença é a de CAPACIDADE. Ela é definida pelo que você acredita ser CAPAZ DE FAZER ou de APRENDER A FAZER.

Essa crença dita seu potencial de realização. Preste atenção aqui. Essa crença dita apenas o seu potencial de realização, pois a realização propriamente dita é determinada pela combinação das crenças de identidade e capacidade.

A crença de capacidade negativa ou limitante faz com que você se sinta incapaz de fazer ou aprender algo que é simples, na maioria das vezes.

Pessoas com a crença de capacidade negativa estão sempre falando que não podem, que não conseguem, que é muito difícil e por não se sentirem capazes de fazer algo simplesmente não fazem nada.

A terceira crença é a de MERECIMENTO. Ela ocupa o topo da pirâmide das crenças que formam o indivíduo e diz respeito ao que eu MEREÇO TER.

Pessoas com baixa crença de merecimento possuem o terrível vício da autossabotagem. Sempre que a vida melhora surgem os comportamentos, as ações ou atitudes sabotadores da felicidade e os ganhos e conquistas vão por água abaixo. Elas perdem tudo e têm que começar a conquistar tudo de novo. Vivem nos altos e baixos do ciclo da autossabotagem.

Algumas frases também demonstram baixo merecimento: “A minha vida está melhor do que mereço”. Ao receberem um presente: “Não precisava”. Ao receberem um simples elogio: “Que isso, são os seus olhos”. Frases como essas são limitadoras. São como um teto rebaixado que limita o crescimento e os ganhos dessa pessoa.

O hábito de começar e não terminar o que começou também está relacionado com o baixo merecimento.

Para que você consiga identificar se suas crenças de identidade, capacidade e merecimento são fortalecedoras ou limitantes, ou seja, se são crenças que te impulsionam ao sucesso ou te impedem de crescer e ser tudo o que você nasceu para ser, faça o exercício abaixo. Sugiro que você escreva a sua resposta para ter uma visão mais clara.

1 – Imagine que você está em uma entrevista de emprego e o entrevistador te pergunta: Quem é você? Fale um pouco sobre as suas CRENÇAS DE IDENTIDADE.

2 – Ainda na entrevista de emprego o entrevistador te pede para falar sobre as suas capacidades. Fale um pouco sobre as suas CRENÇAS DE CAPACIDADE.

3 – Ainda na entrevista de emprego, chegou a hora de falar sobre salário. O entrevistador te pergunta: Qual é a sua pretensão salarial? Fale um pouco sobre as suas CRENÇAS DE MERECIMENTO.

Débora Paes (Colunista) Master Coach de Inteligência Emocional certificada pela Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico. Atuando como Personal Coach, Business Coach, Palestrante e Trainer desde 2015. Analista de Perfil Comportamental com certificação avançada em SOAR Communication Profile pelo SOAR Global Institute – Florida – EUA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

WhatsApp Receba as notícias do Relevante