Asas Quebradas – Pensando em um futuro digno para eles e para elas

O que faz os pássaros voarem é o equilíbrio entre as asas

Chris Lawton/Unsplash

Homem, pegue um pássaro e machuque uma de suas asas e depois diga-lhe: agora voe;

Pegue uma mulher e machuque-a e depois diga-lhe: agora “voe”;

Você, pegue o homem que machucou o pássaro e a mulher e diga-lhe: agora “voe”;

– Antecipando minhas conclusões ressalto que o homem também não voará, pois uma de suas “asas” está machucada. 

Sabe o que estes três personagens têm em comum? Asas quebradas, portanto, todos estão incapacitados para voar.

Sabe o que são asas quebradas nesta metáfora? São sua capacidade de realizar, sua moral e sua dignidade quebradas, seja como vítima e ou como agressor, sua natureza foi afetada e nenhum homem ou mulher “voa” até entender que a verdade divina é que todos são iguais e nasceram para “voar” apesar das diferenças.

O que faz os pássaros voarem é o equilíbrio entre as asas.

Machuque a “asa” da mulher em favor do homem, e haverá desequilíbrio;

Machuque a “asa” do homem em favor da mulher, e haverá desequilíbrio.

A verdade divina é que todos são iguais, apesar das diferenças.

O que se pode valorizar mais nele ou nela na relação?

Nem tanto masculinidade, nem tanto feminilidade, mas o equilíbrio de forças.

Um povo que não respeita o feminino é um povo sem equilíbrio.     

Enquanto houver competição injusta entre gêneros; um não respeitar as diferenças do outro, “asas” serão quebradas.  

Homens e pássaros precisam das duas asas para voar.

Dê um passo atrás para proporcionar a liberdade de voo ao outro e a você.

Para o futuro é bom que saiba que se conserta asa quebrada com amor e compaixão, mas se quiser voar terá que abrir mão do ego para preservar as suas asas e as asas dos outros.

Ana Leite (Colunista) Mastercoach em Resolução de Conflito, Imagem pessoal, Life e Desenvolvimento pessoal.
e-mail: anamotaleite281@gmail.com