Colunistas A ditadura do Judiciário está batendo na porta!

A ditadura do Judiciário está batendo na porta!

"A narrativa cai por terra e só demonstra, cada vez mais, a perseguição criminosa que o Supremo Marginal Federal está empenhando contra aqueles que ousam falar mal desta corte tão "idônea". A instituição que existe para proteger as nossas garantias constitucionais é a primeira a desrespeitá-la!", revela Pedro Delfino em artigo

-

- Advertisment -

Eu já havia explicado aqui, em outro post, sobre a inconstitucionalidade deste inquérito absurdo, conduzido pelo Alexandre Imoral, que investiga a suposta rede de Fake News, apelidada pelos adversários do governo de Gabinete do Ódio. A própria Procuradora Geral da República, antes de deixar o cargo, havia dito em agosto de 2019 que esse era um processo ILEGAL, que o STF estava se transformando em um Tribunal de Exceção e que o inquérito “afronta o sistema penal acusatório instituído pela Constituição de 1988”.

Outro inquérito que tramita no STF, dessa vez conduzido pelo ex-ministro Celso de Merda, é o da suposta interferência do Presidente na Polícia Federal, denunciada por Moro. Sérgio Moro, que era idolatrado pelos brasileiros, conquistou sozinho sem ajuda de ninguém –o repúdio das pessoas que viram nele nada mais do que um traidor sem escrúpulos e imoral. Coincidentemente, todos aqueles que deixam o barco em que se elegeram da forma mais repugnante possível, como Moro, Joyce Hasselmann e Alexandre Frota, são os mesmos que correm para endossar o coro contra as “Fake News”. Que Fake News, meus caros?? O povo só está – falando a VERDADE sobre vocês! Essas são True News, isso sim.

Vejam se o ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, está sofrendo algum tipo de “perseguição” nas redes sociais. Não está! Sabe por quê? Porque, mesmo discordando do presidente e tomando a sua decisão de deixar o governo, ele não saiu feito um moleque, atirando para todos os lados e tentando derrubar o governo. O povo não é idiota e sabe analisar as coisas. Todas as suas falas posteriores foram dotadas de uma sensibilidade e de um republicanismo louváveis. Nós vos tratamos exatamente como os senhores nos tratam!

Essa é a mágica das redes sociais: na medida em que as figuras públicas pisam na bola, o feedback é instantâneo, sem dó nem piedade. Foi-se o tempo em que o político/ministro ficava isolado em Brasília sem a menor noção do que se passava no resto do país. O maior traço de democracia que nós temos no país vem justamente da internet porque ela foi responsável por encurtar as distâncias entre o povo e os seus representantes; e agora vocês querem calá-la? Censurá-la na cara de pau??

O STF conseguiu apenas desqualificar o inquérito de seu colega, Celso, uma vez que os apoiadores do Presidente da República em vários estados do Brasil, inclusive deputados, sofreram busca e apreensão em suas casas SEM QUE O PRESIDENTE FIZESSE QUALQUER COISA PARA INTERFERIR.

Sérgio Moro saiu do Ministério da Justiça. Valeixo saiu da Polícia Federal. E os nomeados pelo Presidente tomaram seus lugares na hierarquia. Segundo os críticos, estes nomes viriam para passar informações confidenciais a Bolsonaro e permitir que ele interferisse no andamento das investigações. Cadê a interferência? Será que o novo Diretor-Geral da Polícia Federal, alvo de tanta desconfiança, já chegaria permitindo uma operação absurda dessas- pouco tempo depois de assumir – caso ele tivesse sido colocado ali para obedecer cegamente as ordens do Planalto?

A narrativa cai por terra e só demonstra, cada vez mais, a perseguição criminosa que o Supremo Marginal Federal está empenhando contra aqueles que ousam falar mal desta corte tão “idônea”. A instituição que existe para proteger as nossas garantias constitucionais é a primeira a desrespeitá-la! Estamos caminhando para uma Ditadura do Judiciário, poder que foi eleito pelos membros da oposição ao governo como o responsável por organizar o seu impeachment -já que eles não têm força para derrubar o Presidente via Legislativo (coisa que demandaria apoio popular).

E o pior: quando as Forças Armadas finalmente acordarem do berço esplêndido em que estão adormecidas e resolverem fazer alguma coisa para impedir o avanço dessa ditadura, o Presidente Bolsonaro é que vai sair da história tachado como ditador. Defendam a liberdade! Hoje vocês se calam, mas amanhã será com vocês e não terá restado ninguém para defendê-los.

Pedro Delfino é especialista em História da Civilização Ocidental e História da Igreja Católica; autor do livro Mentalidade Atrasada, Nação Fracassada (que aborda temas como História, Filosofia e Política); do Curso de História Geral da Civilização Ocidental, do Curso de Excelência Catholica, do livro Via Sancta e é co-Fundador do Movimento Brasil Conservador.
contato
Canal no Telegram
Instagram @phdelfino 
E-mail: contato@phdelfino.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Últimas notícias

Destro: as denúncias e as profecias do primeiro quadrinho de direita brasileiro

Em julho de 2012, uma edição da revista Mundo Estranho se destacou por ter previsto o surto...

Lei que obriga escolas a ter Bíblia é inconstitucional, decide STF

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, ser inconstitucional lei estadual que obrigue escolas...

República Impopular do Brasil

O que falta para você acreditar que já vive o socialismo?A imagem de governadores e prefeitos levando...

Não seria o lockdown uma estratégia para nos levar ao socialismo?

Segundo estudo da Boa Vista SCPC, empresa de crédito que possui um banco de dados de 130...
- Advertisement -

Algumas verdades sobre o racismo

Números frios, jogados ao vento, podem ser usados de forma a provar qualquer tese que uma pessoa...

Oração tem sido a chave da esperança diante da pandemia da Covid-19

Diante dos pedidos de oração e testemunhos que chegam por todo lado, das necessidades que o Brasil...

Você deve ler isso...

- Advertisement -

Você pode gostar tambémRELATED
Recomendado para você

WhatsApp No WhatsApp