Início Colunistas 100 mil túmulos usados como palanque político

100 mil túmulos usados como palanque político

"Não vão mencionar que o Brasil está em 12° lugar em número de mortes por milhão/habitantes, atrás de países de primeiro mundo como EUA, Espanha e Itália", revela Nelson Fonseca em novo artigo

-

Já estou até imaginando a abertura do fúnebre e macabro Jornal Nacional: – “O Brasil atinge a marca de 100 mil mortos na pandemia de Covid-19”, anunciará o “âncora” do navio Globo que está afundando.

Será no mínimo 2 horas de JN, dando ênfase para as declarações do Bolsonaro tiradas do contexto, mostrando o presidente sem máscara, como se fosse ele quem contaminou os 3 milhões de infectados por coronavírus no Brasil.

Em nenhum momento vão citar os desvios criminosos de verbas públicas pelos governadores avalizados pelo STF. Não vão falar das visitas do “Uber Black” da PF nas casas de secretários de saúde recheadas de dinheiro roubado.

Não vão falar das orientações desencontradas e controversas do suspeito diretor da OMS. Tampouco vão citar o erro crucial de estratégia do seu “correspondente especial” Mandetta.

Não vão mencionar que o Brasil está em 12° lugar em número de mortes por habitantes, atrás de países de primeiro mundo como EUA, Espanha e Itália.

Duvido que irão comentar que, apesar de todo o dinheiro desviado, dos hospitais de campanha (eleitoral) superfaturados que sequer entraram em operação, dos respiradores inadequados comprados até em puteiros e casas de vinhos, da criminosa campanha (principalmente da Globo) contra a Hidroxicloroquina e principalmente de toda torcida à favor do vírus, o Brasil detém o MELHOR ÍNDICE DE CURADOS DO MUNDO.

O Brasil recuperou cerca de 70% dos infectados, enquanto o 2° lugar EUA ficou em torno de 51%.

Não vão citar as denúncias de falsas atribuições à COVID-19 de outras causas de morte.

Também não vão explicar porque alguns índices ficaram bem abaixo do mesmo período no ano passado, como por exemplo o da pneumonia, cujas mortes devem ter ido em parte, pra conta da covid-19.

Eles só vão falar do Bolsonaro. Vão tentar atribuir a culpa das 100 mil mortes ao presidente. Vão servir de cabo eleitoral da oposição, utilizando o túmulo dessas pessoas como palanque político.

É deplorável o fim agonizante dessa rede de desinformação chamada Globo.

Nelson Fonseca (Colunista) É profissional de TI aposentado, de direita, conservador, patriota e cristão. Atualmente luta, incessantemente, contra o Comunismo e a degradação social e dos conceitos cristãos.

WhatsApp Receba as notícias do Relevante