Início Brasília Moro reforça segurança militar em presídio onde está detido líder do PCC

Moro reforça segurança militar em presídio onde está detido líder do PCC

Ministro afirma trata-se de medida preventiva baseado na Lei da Garantia e da Ordem

-

Após suspeitas de plano de fuga do Primeiro Comando da Capital (PCC), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou que irá reforçar a segurança em torno da área externa do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. No local, está detido o líder do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, conhecido como Marcola.

A medida tem respaldo no decreto de Lei da Garantia e da Ordem (GLO), assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e publicado no Diário Oficial da União (DOU) na sexta-feira (7). Militares das Forças Armadas estarão responsáveis pela segurança até pelo menos o próximo dia 6 de maio como “medida preventiva”.

Moro afirmou que não há “nada concreto”, mas a intenção é justamente se antecipar aos criminosos.

“Bem, o governo está sempre adiante dos criminosos e a ideia é prevenir eventuais tentativas de resgate. Colocando uma GLO isso vai ser prevenido totalmente. Claro que já estávamos tomando uma série de medidas a esse respeito, a população está muito segura, e o governo sempre se antecipando aos criminosos. São os criminosos que tem que ter medo do governo e não o contrário”, afirmou o ministro, segundo informa a Jovem Pan.

Na prática, a GLO autoriza o Ministério da Defesa a definir os meios de segurança disponíveis, em caso de necessidade, e a área de atuação dos militares que se dará em articulação com as forças de segurança pública e agentes penitenciários do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

WhatsApp Receba as notícias do Relevante