Ibaneis decide manter salões e academias fechados no DF

Ontem, o presidente Jair Bolsonaro anunciou esses serviços como atividades essenciais durante a pandemia

218
Reprodução/Presidência da República

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decidiu manter academias e salões de beleza fechados mesmo após a inclusão desses serviços na lista de atividades essenciais. A medida que autoriza a reabertura dos estabelecimentos foi publicada ontem (11), pelo governo federal.

Sobre a ampliação de atividades essenciais durante a pandemia, Ibaneis sinalizou que vetou a liberação após ouvir especialistas. “Ele [Bolsonaro] tem o poder da caneta, mas tem que agir organizado. Aqui tem uma decisão judicial que vou continuar cumprindo. Também obedeço aos meus técnicos, que apontam que não devo abrir essas áreas”, disse o governador como aponta o G1.

Também nesta segunda-feira, o uso de máscaras começou a ser obrigatório no DF. Quem descumprir a determinação poderá pagar uma multa a partir de R$ 2 mil.

Segundo sugere Ibaneis, multas também podem ser aplicadas para quem decidir abrir os estabelecimentos.

“[Sobre academia e restaurantes] Quem entender de abrir aqui no DF vai ser multado e fechado, inclusive com a possibilidade de cassação do alvará de funcionamento”, disse, ainda, segundo o veículo.

Na avaliação do Supremo Tribunal Federal (STF), os estados e municípios podem decidir sobre a liberação dos serviços durante a pandemia.