GDF intensifica trabalho de combate à dengue

Três ações diárias ajudam a evitar proliferação do Aedes aegypti

137
Gabriel Jabur/Agência Brasília

O governo intensificou o combate ao mosquito transmissor da dengue no DF. Diariamente, três ações conjuntas desenvolvem o trabalho: Sanear-DF, Manejo Ambiental e DF Livre de Carcaças. A Sanear-DF tem o objetivo de conscientizar os moradores sobre como evitarem a proliferação do mosquito. Nesse caso, o agente do órgão envolvido na operação tem autorização para entrar nas áreas externas das residências, vistoria o local e recolher entulhos, se forem encontrados.

As outras ações de combate à dengue têm como meta a conservação das áreas públicas. A DF Livre de Carcaças é que faz o serviço mais pesado. Como o próprio nome diz, caminhões-guindaste e retiram restos de carros velhos que estão jogados na rua.

Ontem (11), agentes da Diretoria de Vigilância Ambiental em Saúde (Dival), Secretaria Executiva das Cidades, Segurança Pública e Departamento de Trânsito (Detran), da Secretaria Executiva de Políticas Públicas e do Corpo de Bombeiros realizaram o mutirão de combate ao mosquito Aedes Aegypti na Entrequadra 218/419 de Santa Maria.

Na última sexta-feira, foi a vez do Itapoã e do Paranoá receberem sanitização. Músico da cidade, seu João Ferreira, o João da Viola, como é conhecido, disse que a ação do governo na quadra dele tem funcionado, porque, afirmou, não conhece um caso de vizinho que tem contraído a doença. “A ação já passou várias vezes aqui. Mas é importante que os vizinhos façam a sua parte também”, cobra o morador da Quadra 2, pioneiro da cidade.

Desde o dia 17 de abril, o Sanear-DF levou as ações de combate ao mosquito a 14 cidades, contando com Santa Maria. Foram vistoriados mais de 16 mil imóveis. Além desse serviço de orientação aos moradores, a Diretoria de Vigilância Ambiental em Saúde (Dival) tem percorrido as cidades com uma equipe equipadas de bombas que borrifam inseticidas para matar o mosquito transmissor da dengue.