OAB quer facilitar libertação de 25 mil presos em SP por conta do coronavírus

Justiça de SP avalia regime domiciliar para detentos do grupo de risco

381
Reprodução/Jornal da Paraíba

Em meio à pandemia do coronavírus, a Justiça de São Paulo avalia a possibilidade de que cerca de 25 mil presos cumpram pena no regime domiciliar. Esta semana, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) deve liberar o cadastro dos detentos que estão no grupo de risco.

Por determinação da Justiça, outros 3.190 presos já foram soltos. “É um universo ínfimo [que foi solto], porque só de mulheres são 6.925 nessa lista de grupo de risco”, disse a advogada Priscila Pamela dos Santos, presidente da comissão de Política Criminal e Penitenciária da OAB São Paulo.

A advogada ainda destaca as determinações para que a liberação seja possível.

“Não é liberar sem qualquer consequência. Soltar para continuar cumprindo a medida que foi imposta, mas em casa”disse, como aponta o Focus.