Gramado ganha título de Capital Nacional do Chocolate Artesanal

O município do Rio Grande do Sul recebe, anualmente, mais de seis milhões de visitantes

70
Reprodução/Prefeitura de Gramado

A cidade de Gramado, no Rio Grande do Sul, recebeu ontem (11) o título de Capital Nacional do Chocolate Artesanal. O Senado aprovou o Projeto de Lei (PL) 4.675/2019, que concede o título ao município gaúcho.

Localizado na Serra Gaúcha, na Região das Hortênsias, o município de Gramado recebe, anualmente, mais de seis milhões de visitantes, responsáveis pela geração de 90% das receitas do município. Além das belezas naturais e das manifestações culturais remanescentes da cultura de imigrantes alemães e italianos, o chocolate artesanal é um dos principais atrativos do turismo na região.

Atualmente, a cidade conta com 19 fábricas que, sob a tutela de chefs chocolatiers, elaboram chocolates finos das mais diversas variedades, qualidades e preços. O pioneiro neste setor foi Jaime Prawer. O empresário inaugurou a primeira loja de chocolates Prawer em 1976, ano da 4ª Edição do Festival de Cinema Brasileiro de Gramado, o que teria proporcionado mídia espontânea ao empreendimento, como explicou o deputado federal Jerônimo Goergen (PP-RS), autor do PL.

“Essa é uma daquelas agradáveis e doces matérias, em que não se precisa de muito argumento. Quem vai a Gramado inevitavelmente compra chocolate artesanal. A cidade se caracterizou há anos pela produção de chocolate”, explicou o senador Lasier Martins (Podemos-RS), que deu parecer favorável à medida na Comissão de Educação (CE).

O senador Luis Carlos Heinze (PP-RS) destacou que a cidade é um grande polo de desenvolvimento da região e agradeceu a homenagem ao município gaúcho.