Escolas públicas de ensino médio se destacam no Enem

Boas práticas adotadas nas escolas ajudam a desenvolver habilidades e a evitar o abandono escolar

Reprodução/Agência Brasil

Escolas públicas de ensino médio ganham destaque na Prova Brasil e no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os resultados são frutos de um trabalho diferenciado, que envolve iniciativas como o diálogo e parceria entre professores e alunos, o apoio da comunidade e a participação mais efetiva dos pais nas atividades escolares.

A pesquisa “Excelência com Equidade no Ensino Médio: a dificuldade das redes de ensino para dar um suporte efetivo às escolas”, traçou um panorama das escolas, que atendem estudantes de baixo nível socioeconômico. Das 5.042 escolas analisadas, 100 se destacaram por boas práticas. Outro diferencial é que essas escolas conseguiram evitar o abandono por parte dos alunos. Foi identificado que 95% concluíram os estudos.

O estudo foi realizado pela Fundação Lemann, Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), Instituto Unibanco e Itaú BBA. Segundo o diretor executivo do Iede, Ernesto Martins Faria, o ensino médio brasileiro ainda enfrenta alguns desafios. Como exemplo, Ele cita o modelo integral, que chega a 10, 8% dos estudantes.

No ensino integral, além das setes horas diárias, os alunos também participam de atividades que ajudam a desenvolver habilidades socioemocionais, criatividade, empatia, responsabilidade e ética. A reposição de conteúdos e aulões simulados também fazem parte da estratégia para melhorar o desempenho nas escolas.

“Para conseguir fazer tudo isso, as instituições precisam de mais tempo. Ao passo que são escolas que nos inspiram com práticas, fazem isso em um contexto de apenas 10% de alunos matriculados do ensino médio. Esse parece ser o desafio, pois poucas escolas com tempo regular têm conseguido resultados positivos”, disse Ernesto Martins em publicação da Agência Brasil.

com informações Agência Brasil*