Coronavírus: Pontes confirma novos testes com a nitazoxanida

Ministro da Ciência e Tecnologia diz que primeira fase teve resultados promissores. O medicamento conseguiu inibir a carga viral em 94%, como indica Pontes

404
Carolina Antunes/PR

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, anunciou o início da segunda fase de testes com a nitazoxanida. Os pesquisadores irão avaliar a eficácia do vermífugo no tratamento contra o coronavírus.

Durante o comunicado, Pontes ressaltou que os novos testes devem ser ministrados em pacientes que ainda estão na fase inicial da doença. As análises clínicas começam ainda este mês, como indica a pasta.

Na pesquisa anterior, pacientes que evoluíram para um quadro grave já haviam recebido o medicamento. Segundo indicou Pontes, desde que testes com medicamentos foram iniciados, a nitazoxanida teve bons resultados. O ministro aponta que o medicamento inibiu a carga viral em 94%.

Pontes anunciou que um grupo de 500 pacientes deve fazer parte da segunda pesquisa. “Vamos fazer um teste com tratamento precoce. Se a pessoa testou positivo [para Covid-19], ela já pode entrar para o teste [com nitazoxanida]”, disse Pontes.

A pasta também indicou a liberação de recursos para o combate ao coronavírus. O ministro sinaliza que R$ 5 milhões serão destinados para o desenvolvimento de vacina.