Coronavírus já circulava no Brasil 20 dias antes do Carnaval

Pesquisa mostra que o Covid-19 começou a circular na Europa, Brasil e EUA muito antes que o registrado oficialmente

373
Reprodução/Agência Brasil

Segundo Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), o novo coronavírus já circulava no Brasil antes mesmo do Carnaval. Em estudo, aponta-se que o Sars-CoV-2 começou a se espalhar na primeira semana de fevereiro, 20 dias antes das multidões tomarem as ruas para festejar.

O primeiro caso confirmado, de um viajante que retornou da Itália para São Paulo, foi detectado em 26 de fevereiro, quase 40 dias antes dos primeiros registros oficiais de transmissão comunitária, em 13 de março.

A pesquisa, publicado na revista Memórias do Instituto Oswaldo Cruz de forma prévia e feita pela metodologia estatística de inferência, é oriunda dos registros de óbitos. E é a primeira a apontar o período de início da transmissão comunitária no país, reforçando evidências preliminares de pesquisas conduzidas na Europa com análises genéticas.

Segundo a análise, revela-se que o vírus também começou a circular na Europa e nos Estados Unidos bem antes do registrado oficialmente pelas autoridades e das medidas de controle. Em Nova York, o período de início da disseminação também começou nas primeiras semanas de fevereiro.

Já na Europa, data-se aproximadamente meados de janeiro na Itália e entre fim de janeiro e início de fevereiro na Bélgica, França, Alemanha, Holanda, Espanha e Reino Unido.